Jundiaí ganha praça que conta a história da imigração italiana na cidade
Conecte-se conosco

Jundiaí

Jundiaí ganha praça que conta a história da imigração italiana na cidade

Redação

Publicado

em

O prefeito Luiz Fernando Machado inaugurou oficialmente, nesta segunda-feira (22), a nova praça Mario Magaglio, na Colônia, que foi totalmente revitalizada e agora faz parte de um roteiro turístico-histórico criado pela prefeitura.

“A ideia é fomentar o sentimento de pertencimento na população, que se apropria desses locais e, desta forma, contribui para a sua preservação”, disse. “Além disso, vamos contar a história da fundação de Jundiaí e homenagear as personalidades e povos que fizeram parte do desenvolvimento do Município”, completou.

Durante sua fala, Luiz Fernando destacou a importância do resgate e valorização da história de Jundiaí. “Quem não valoriza o seu passado está fadado ao insucesso no presente e no futuro. Por isso, é uma alegria muito grande ver como a praça representa bem as tradições italianas. Passo por aqui frequentemente a caminho de casa e tenho visto muitas famílias reunidas na praça. Isso muito nos alegra porque é este o nosso objetivo”, ressaltou.

Para Luciana Peron, uma descendente de italianos que mora na região há muitos anos, o projeto merece reconhecimento por sua importância e pelo embelezamento que proporciona à região. “Estava ansiosa pelo dia da inauguração e estou muito feliz com o resultado. É emocionante ver a história do nosso povo sendo contada das mais diferentes maneiras”, disse, acompanhada de um filho e de uma sobrinha.

O projeto arquitetônico-paisagístico da arquiteta Marília de Carvalho Fávero, que morou em Firenze, na Itália, foi inspirado em praças e jardins existentes no país europeu. Uma de suas referências, por exemplo, foi o famoso Giardino Boboli, um dos parques mais tradicionais de Firenze. Marília também foi buscar em suas memórias e fotografias traços da arquitetura da cidade italiana para desenvolver o projeto, bem como pesquisou plantas que existem nas duas cidades para formar o jardim.

No local, foi instalada uma placa que conta um pouco da história da colonização de Jundiaí, que se deu na primeira metade do século XVII com o início da produção de café. Junto com o café vieram a ferrovia e as indústrias. Durante a cerimônia, foram homenageadas dez famílias de descendência italiana que foram as primeiras a organizar a hoje tradicional Festa da Uva de Jundiaí.

Praça da Rodoviária

Outro espaço em fase final de revitalização fica localizado em frente à rodoviária. Além de um novo paisagismo e uma ciclovia de 2.915 metros, serão implantadas na área cinco placas que contam as histórias da rodovia Anhanguera, da Rodoviária e da própria avenida. “Uma das placas, por exemplo, informa que o nome da Anhanguera é uma homenagem ao bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva, que recebeu esse apelido dos índios por conta dos seus truques com fogo. Em tupi, o nome significa Diabo Velho”, adianta o gestor da UGISP, Adilson Rosa.

Além da praça Mario Magaglio e da área na Nove de Julho, também vão integrar a rota turístico-histórico as praças: da Bíblia e Vinhedos de Jundiaí, que ficam entre a avenida Antonio Frederico Ozanan e a Rodovia Vereador Geraldo Dias; as praças Moacir Risso e Doutor Tito Prates da Fonseca, na avenida 14 de Dezembro; Professor Milton Santos, na avenida União dos Ferroviários; e o Vale Azul, na Humberto Cereser. Toda a execução dos trabalhos está sendo feita pela prefeitura, envolvendo os setores de Zeladoria e Conservação, Limpeza Pública, Iluminação e Praças e Jardins.

  • O projeto foi inspirado em praças e jardins de Firenze, na Itália

  • A nova praça Mario Magaglio foi inaugurada nesta terça-feira (23)

  • A homenagem também é notada nas duas bandeiras hasteadas: do Brasil e da Itália

  • A Prefeitura de Jundiaí quer criar um roteiro histórico-cultural por 10 praças

  • A inauguração homenageou imigrantes italianos da região da Colônia

  • Além desta praça, outras 9 devem passar por revitalizações

  • Além das réplicas de esculturas, o espaço conta com jardins e uma fonte

  • O espaço é uma homenagem aos imigrantes italianos

Cidades

Carro x postes: Jundiaí só perde para Campinas em ranking de colisões

Jundiaí figura no ranking das 10 cidades com o maior número de acidente contra postes

Thiago Godinho

Publicado

em

A boa notícia é que o número foi reduzido em 10% em relação ao ano anterior

Um levantamento realizado pela CPFL Piratininga revela que Jundiaí registrou 560 ocorrências de falta de energia em 2018 em função de colisões contra postes da rede elétrica.

A boa notícia é que o número foi reduzido em 10% em relação ao ano anterior, quando ocorreram 622 casos de interrupção do fornecimento pelo mesmo fator em 2017 na região.

Em média, cada ocorrência na região de Jundiaí interrompe o fornecimento de energia para 140 clientes, com o tempo médio de restabelecimento de quatro horas.

No acumulado de 2019, Jundiaí registrou 135 ocorrências do tipo.

Jundiaí figura no ranking das 10 cidades com o maior número de acidentes contra postes entre os 306 municípios atendidos pelo Grupo CPFL no Estado de São Paulo.

No acumulado das estatísticas entre 2017 e abril de 2019, Jundiaí figura na segunda posição geral, com 895 casos de falta de energia por conta de colisão contra poste.

O ranking absoluto é liderado por Campinas, maior cidade da área da concessão do Grupo CPFL no Estado de São Paulo.

Com 1,18 milhão de habitantes, o município teve 1.155 casos de falta de energia por conta de colisão contra postes.

Jundiaí, com 409,4 mil moradores, fica na segunda posição de ocorrências seguida por Ribeirão Preto (682,3 mil habitantes), com 688 desligamentos em função deste fator.

Continuar Lendo

Jundiaí

Garotinho de dois anos realiza sonho e conhece a “casa do gás” em Jundiaí

Nathan que tinha medo do caminhão do gás virou superfã da profissão após incentivo dos pais

Larissa Melo

Publicado

em

Casa do gás
Nathan realizou o sonho de conhecer a "casa do gás" (Foto: Camila Salim/Arquivo Pessoal)

Crianças enxergam as coisas mais simples da vida, com uma beleza surreal e, foi assim, com o pequeno morador de Jundiaí, Nathan, de dois anos e nove meses. O garotinho sonhava em conhecer a “casa do gás”.

A mãe dele, Camila Shimabukuro Salim Luchetti, de 34 anos, contou ao Tribuna de Jundiaí, que mora em apartamento e toda vez que o menino ouvia a música do gás, ele ficava com muito medo.

Então, a família decidiu incentivar Nathan a enxergar o caminhão do gás como um amigo. “Começamos a dizer o quão legal era o caminhão passar todos os dias, ele ajudava as pessoas, que sem o gás não haveria “papá” para aquelas pessoas e que a música era legal”, recorda.

Assim, o caminhão do gás virou a paixão do pequeno Nathan. “Ele corre para a sacada todos os dias quando houve a música procurando o ‘amigo gás’. O amor foi tanto que ele passou a brincar de caminhão do gás e a cantar a música com frequência”, afirma Camila.

LEIA TAMBÉM:

Paciente do Grendacc realiza sonho de conhecer goleiro do Corinthians

Supermãe: conheça a jundiaiense mãe de quadrigêmeos

Mas, a vontade de conhecer a “casa do gás” surgiu depois que ele começou a pedir o caminhão. “Eu diz que ele estava na sua casa descansando assim como a nossa família. E desde então ele pediu para conhecer a ‘casa do gás’”, explica.

Sonho realizado

Camila levou o Nathan na distribuidora da Ultragaz, localizada na Rua do Retiro, na Vila Virgínia. “Ele ficou muito entusiasmado, no carro pediu para beijar o caminhão do gás!”, revelou.

Casa do gás

Nathan se divertiu na “casa do gás” e aprendeu as diferenças dos botijões de gás (Foto: Camila Salim/Arquivo Pessoal)

Ao chegar na “casa do gás”, Nathan pode entrar no carro e um atendente explicou a diferença dos tamanhos dos botijões para o garoto que ficou encantado com a novidade.

Após conhecer, finalmente, “a casa do gás”, Nathan começou a fazer botijões de gás de massinha para colocar em seu caminhão e levar até as casas.

Casa do gás

Agora, Nathan fez seus próprios botijões para colocar em seu caminhão de brinquedo (Foto: Camila Salim/Arquivo Pessoal)

Camila ainda contou que ficou feliz por dois motivos, com esta visita do filho à distribuidora de gás:

“Eu particularmente fico feliz por dois motivos: primeiro, superamos um medo e transformamos em paixão.E segundo, nosso coração se alegra que em meio a uma mídia que incentiva tanto o consumismo, em ter grandes coisas e grandes passeios, podemos estimulá-lo a valorizar o simples da vida!”, finaliza.

Continuar Lendo

Jundiaí

Bailarina Ana Botafogo participará da ‘Enredança’ em Jundiaí

Redação

Publicado

em

Ana Botafogo
Ana Botafogo será jurada em Jundiaí (Foto: Reprodução/Donna Dança)

A 23ª edição do Enredança em Jundiaí contará com a participação de Ana Botafogo, renomada bailarina carioca com carreira reconhecida internacionalmente.

Ela será jurada da Mostra Competitiva do Festival, além de se encontrar com a Cia. Jovem de Dança, corpo artístico ligado ao Teatro Polytheama, e realizar masterclass com bailarinos jundiaienses.

Clique aqui e confira a programação completa do 23º Enredança.

LEIA TAMBÉM:

Grupo jundiaiense Kahal está em 2º lugar no ‘Dança de Grupo no Faustão’

Festa de Santo Antônio começa no dia 1º de junho

 

Continuar Lendo

Jundiaí

Circo Tihany alerta sobre ações de falsos palhaços em Jundiaí

Grupo de falsos palhaços não faz parte da trupe e abordam motoristas nas ruas laterais do circo para venda de mercadorias e cobrança indevida de estacionamento

Redação

Publicado

em

Circo Tihany
Autoridades já foram acionadas (Foto: Divulgação/Circo Tihany)

Um grupo de falsos palhaços está se aproveitando da temporada do Circo Tihany Spectacular em Jundiaí. Eles abordam motoristas para venda de mercadorias e cobrança indevida do estacionamento.

A administração do circo alerta que eles não fazem parte da trupe e informa que já alertou autoridades municipais sobre a ação desses ambulantes que vendem brinquedos, alegando que seria para “ajudar os artistas”.

O circo está instalado na Avenida Antônia Frederico Ozanan, em frente ao Sesc Jundiaí. Os falsos palhaços permanecem, geralmente, nas ruas laterais.

“Eles não trabalham para o Circo e aproveitam-se da nossa presença nas cidades para vender brinquedos e cobrar indevidamente pelo estacionamento. Nós temos acionado a Polícia Militar, mas basta os policiais deixarem o local para que eles retomem a abordagem ao público, atrapalhando o trânsito e colocando em risco a vida dos motoristas”, explica Enrique Alvarado, Relações Públicas do Tihany Spectacular.

Os falsos palhaços circulam entre os carros, muitas vezes atirando-se na frente dos automóveis para obrigá-los a parar e, assim, fazer a abordagem. “Compre um palhacinho” ou “pague aqui o estacionamento e ganhe este palhacinho”, dizem os ambulantes, enganando os motoristas.

LEIA TAMBÉM:

Maior circo da América Latina chega a Jundiaí

Circo Tihany chega a Jundiaí e sonho de garoto é realizado

O Circo Tihany esclarece que se mantém com o apoio de patrocinadores e com a venda de ingressos e não com a ação de ambulantes, que – ao abordarem os motoristas – tentam sensibilizá-los, dizendo que a compra dos brinquedos é para “ajudar o circo”.

Riscos

A administração do Tihany Spectacular lamenta transtornos que os falsos palhaços causam ao público que vem ao espetáculo com o intuito de se divertir.

O circo não tem poder para coibir ou evitar a ação dos ambulantes disfarçados de palhaços e informa que o estacionamento ao público não fica nas ruas laterais, mas está identificado por uma tenda branca instalada no mesmo terreno que está o circo.

O motorista pode deixar seu carro em segurança ao custo de R$ 20 com seguro (Porto Seguro).

Serviço

O Circo Tihany Spectacular está localizado na Avenida Frederico Ozanan, em frente ao Sesc Jundiaí. Os espetáculos são de terça a quinta-feira, às 20h30; sextas e sábados, às 16h30 e às 19h30; domingos, às 16h e às 19h30.

Os ingressos estão à vendas nas bilheterias do Circo, de segunda a domingo, de 10h às 20h, e no site www.planetaingressos.com.br.

Continuar Lendo

Jundiaí

Cantina Castro encerra atividades após 50 anos no Vianelo

Clientes e amigos lamentaram o fechamento de mais um tradicional estabelecimento de Jundiaí

Thiago Godinho

Publicado

em

A Cantina Castro é uma das pizzarias e casa de massas mais tradicionais de Jundiaí

Um dos restaurantes mais tradicionais de Jundiaí anuncia o encerramento de suas atividades: após 50 anos, a Cantina Castro, no Vianelo, fechará as portas.

“Foram 50 anos de muita dedicação, cozinhando sempre com muito amor e respeito. Agradecemos a todos que sempre acreditaram em nós e que compartilharam inúmeros momentos felizes por aqui”, escreveram os responsáveis pela Cantina Castro, nas redes sociais.

A notícia chocou clientes e amigos, que também se manifestaram.

“Que pena! Jundiaí perde uma das melhores pizzarias”, lamenta Aparecida Minhoto Rego.

“Melhor pizza de Jundiaí. Atendimento perfeito. Vai ficar um vazio, que triste”, escreveu Ana Mello.

No comunicado, assinado como “Família Cantina Castro”, também foi registrado um agradecimento a uma das fundadoras da casa, já falecida.

“Agradecimento especial a Olívia Castro. Que sempre trabalhou arduamente por nossas conquistas e que, lá de cima, certamente apoia a nossa decisão”.

Nos últimos anos, alem da Cantina Castro, a tradicional Cantina do Jarbas, na Vila Rio Branco, também fechou as portas e deixou muitos clientes entristecidos.

Recentemente tradicionais empresas da cidade, como Maderoa e Credi-Nino também anunciaram a paralisação das atividades.

Continuar Lendo

Cidades

Ônibus de Jundiaí terão Wi-Fi grátis para uso dos passageiros

Veículos novos já chegaram equipados com entrada USB, câmeras de monitoramento e GPS. Agora também terão Wi-Fi grátis

Thiago Godinho

Publicado

em

Projeto-piloto será iniciado em 20 ônibus de diferentes linhas da cidade

O diretor-presidente da Cijun (Companhia de Informática de Jundiaí), Amauri Marquezi de Luca, anunciou nesta semana a implantação de tecnologia Wi-Fi grátis nos ônibus de transporte público, em Jundiaí.

“A gente, a pedido do prefeito Luiz Fernando Machado, está fazendo um piloto (projeto) de Wi-Fi dentro dos ônibus, para melhorar um pouco o conforto do usuário do transporte coletivo”, disse, em entrevista a uma rádio digital local.

Segundo Marquezi, a tecnologia será instalada inicialmente em 20 ônibus de diferentes linhas e também de empresas diferentes, no intuito de avaliar o sistema.

Ainda serão divulgadas quais linhas começam a receber a tecnologia e como os passageiros podem acessar este serviço.

“Se tudo der certo, a gente pretende implantar o mais rápido possível”, ressalta.

De acordo com Marquezi, o transporte público é uma área de muita preocupação do governo municipal.

“Sabemos que tem problemas, mas temos feito um esforço conjunto muito grande nesta área”, lembra.

No final do ano passado, o prefeito Luiz Fernando já havia entregue 50 novos ônibus para integrar a frota municipal.

Todos os veículos já chegaram equipados com entrada USB, câmeras de monitoramento e GPS.

Os novos ônibus com Wi-Fi em Jundiaí também possuem sistema para pagamento da passagem com cartão de débito e crédito.

A revitalização dos terminais de ônibus urbanos e a criação de uma Central de Supervisão da Operação (CSO) foram outras ações do Programa Mobilidade Total.

Continuar Lendo

Jundiaí

DAE realiza limpeza no reservatório do Santa Gertrudes nesta quinta (23)

Abastecimento do bairro será afetado das 7h às 18h

Redação

Publicado

em

Reservatório da DAE no Residencial Jundiaí I passa por limpeza nesta quinta-feira
Imagem ilustrativa (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

A DAE Jundiaí realiza, nesta quinta-feira (23), a limpeza e higienização do reservatório do Jardim Vale Verde, na região do bairro Santa Gertrudes. Em função do serviço, o abastecimento da região poderá ser afetado, das 7h às 18h.

Para evitar transtornos em casos de manutenção de rede, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) recomenda que cada residência conte com uma reserva mínima de 250 litros de água por morador/dia.

LEIA TAMBÉM:

Seminário de Pesquisas sobre a Serra do Japi abre inscrições

Nova frente fria chega a Jundiaí nesta semana

Em casos de dúvidas, os munícipes podem entrar em contato com a Central de Relacionamento da DAE, pelo telefone: 0800 133 155.

Continuar Lendo

Jundiaí

Seminário de Pesquisas sobre a Serra do Japi abre inscrições

Evento será realizado no dia 4 de junho, das 14h às 17h, no auditório da Prefeitura de Jundiaí. Interessados podem se inscrever pelo site

Redação

Publicado

em

Serra do Japi
Serra do Japi (Foto: Divulgação/Jundiaí)

Jundiaí abre inscrições para o IV Seminário de Pesquisas sobre a Serra do Japi, que será realizado no dia 4 de junho, das 14h às 17h, no auditório da Prefeitura Municipal.

O evento terá professores e pesquisadores que colocarão em exposição trabalhos realizados na serra, e será aberto a qualquer interessado no tema.

De acordo com Vânia de Fátima Plaza Nunes, superintendente da Fundação Serra do Japi, o objetivo é apresentar trabalhos acadêmicos que tenham a serra como objetivo, desde iniciação cientifica até doutorado e pós-doutorado.

Nesta edição serão apresentados quatro trabalhos da Universidade de Campinas (Unicamp) e dois trabalhos do UniAnchieta.

“Desde o início da nossa atuação já encontramos 247 trabalhos que têm a Serra do Japi como tema, e que ficam desconhecidos pelo público se não forem apresentados em iniciativas como essa”, afirmou.

LEIA TAMBÉM:

Fim de semana terá mínimas de 9ºC em Jundiaí

Jovem faz tatuagem da Serra do Japi para eternizar origem jundiaiense 

Para ela, o seminário é importante para disseminar a importância da Serra do Japi. “Esse bioma que a serra possui – uma formação rochosa, coberta por Mata Atlântica – é única; não existe outra como ela no mundo”.

As inscrições para o IV Seminário de Pesquisas sobre a Serra do Japi são gratuitas e podem ser feitas no site.

Continuar Lendo