Taxa de alfabetização da população brasileira chega a 93%, revela IBGE
Connect with us

Educação

Taxa de alfabetização da população brasileira chega a 93%, revela IBGE

Segundo dados do Instituto, em seis décadas, aumento foi de quase 20 pontos percentuais

Published

on

Atualizado há

Instituto hoje (17) o 'Censo Demográfico 2022 – Alfabetização: Resultados do universo'. Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira (17) o Censo Demográfico 2022 – Alfabetização: Resultados do universo, cujos dados mostram o aumento da taxa de alfabetização da população.

Dos 163 milhões de brasileiros com 15 anos de idade ou mais, 151,5 milhões sabem ler e escrever ao menos um bilhete simples, enquanto 11,4 milhões não possuem essa habilidade mínima. Isso resulta em uma taxa de alfabetização de 93% e uma taxa de analfabetismo de 7% em 2022.

Histórico da alfabetização no Brasil

De acordo com o IBGE, a taxa de alfabetização das pessoas de 15 anos ou mais tem mostrado uma tendência de crescimento ao longo dos censos. Em 1940, menos da metade da população era alfabetizada, com uma taxa de 44%. Quatro décadas depois, em 1980, essa taxa aumentou para 74,5%, representando um incremento de 30,5 pontos percentuais. Em 2022, a taxa alcançou 93%, um aumento de 18,5 pontos percentuais em relação a 1980.

A queda na taxa de analfabetismo em todas as faixas etárias reflete, principalmente, a expansão educacional que universalizou o acesso ao ensino fundamental no início dos anos 1990 e a transição demográfica, que substituiu gerações mais antigas e menos educadas por gerações mais novas e mais educadas, segundo aponta o Instituto.

Analfabetismo por faixa etária

Em 2022, a menor taxa de analfabetismo foi observada no grupo de 15 a 19 anos (1,5%), enquanto o grupo de 65 anos ou mais apresentou a maior taxa de analfabetismo (20,3%). DE acordo com o IBGE, a elevada taxa entre os mais velhos é um reflexo da dívida educacional histórica do Brasil, devido ao atraso no investimento em educação e na garantia de acesso a programas de alfabetização de jovens e adultos.

Diferenças por cor ou raça

A taxa de analfabetismo também varia significativamente por cor ou raça. Em 2022, a taxa de analfabetismo entre pessoas de cor ou raça branca e amarela com 15 anos ou mais era de 4,3% e 2,5%, respectivamente. Em contraste, as taxas para pretos, pardos e indígenas na mesma faixa etária eram de 10,1%, 8,8% e 16,1%, respectivamente.

Diferenças de gênero na alfabetização

As mulheres tendem a apresentar melhores indicadores educacionais que os homens, inclusive melhores taxas de alfabetização. Em 2022, 93,5% das mulheres sabiam ler e escrever, comparado a 92,5% dos homens.

Esta vantagem das mulheres foi constatada em quase todos os grupos etários analisados, exceto entre os mais velhos (65 anos ou mais), onde os homens apresentavam uma proporção ligeiramente maior de alfabetização (79,9% contra 79,6%).

Alfabetização por região

Região Sul e Sudeste

A Região Sul mantém a maior taxa de alfabetização para pessoas com 15 anos ou mais, com um aumento de 94,9% em 2010 para 96,6% em 2022. A Região Sudeste segue, passando de 94,6% em 2010 para 96,1% em 2022.

Região Nordeste e Norte

A Região Nordeste, apesar de apresentar o menor percentual de alfabetização, teve um aumento de 80,9% em 2010 para 85,8% em 2022. A Região Norte também mostrou crescimento, de 88,8% em 2010 para 91,8% em 2022, aproximando-se do índice da Região Centro-Oeste, que foi de 92,8% em 2010 para 94,9% em 2022.

Alfabetização da população indígena

A taxa de alfabetização das pessoas indígenas em 2022 foi de 85%. De 2010 a 2022, a taxa de analfabetismo dessa população caiu de 23,4% para 15,1%, com a queda mais expressiva ocorrendo na Região Norte (de 31,3% para 15,3%).

A redução na taxa de analfabetismo foi observada em todas as faixas etárias, com as maiores reduções nas faixas de 35 a 44 anos (de 22,9% para 12%), 55 a 64 anos (de 38,3% para 27,4%) e 25 a 34 anos (de 17,4% para 6,7%). Os homens indígenas de 15 anos ou mais apresentaram uma taxa de alfabetização de 85,7%, ligeiramente superior à das mulheres indígenas, que foi de 84,3%.

Educação

Senai Jundiaí abre vagas para cursos gratuitos de programação

A escola tem vagas para os cursos de Fundamentos do Python, Microsoft Power BI e AWS CLOUD, para os meses de junho e julho.

Published

on

Senai de Jundiaí
Veja como se inscrever nos cursos (Foto: Senai Jundiaí)

A Escola SENAI “Conde Alexandre Siciliano”, localizada no bairro Anhangabaú, em Jundiaí, está com vagas abertas para cursos gratuitos e presenciais. Os cursos são na área de TI - Tecnologia da Informação. Confira: Fundamentos do Pythonde 24/06/2024 a 04/07/2024 (segunda a sexta-feira), das 18h30 às 22h; no Senai Jundiaí Microsoft Power BIde 02/07/2024 a 16/07/2024 (terça a sexta-feira), das 13h20…

Continue Reading

Educação

Senai Jundiaí oferece curso de Administração e Gestão

Published

on

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pela internet através do site: https://sp.senai.br/cursos/0/0?unidade=502&pesquisa=belt&pag=1

Continue Reading

Educação

Inscrições para o vestibular das Fatecs terminam nesta quinta (13)

Para participar, é necessário pagar uma taxa de inscrição no valor de R$ 90; a prova está programada para o dia 30 de junho

Published

on

Jovens fazendo prova do vestibular da Fatec
Fatecs oferecem 92 opções de cursos superiores de tecnologia gratuitos. Foto: Roberto Sungi

As inscrições para o vestibular das Faculdades de Tecnologia (Fatecs) do Estado de São Paulo para o segundo semestre podem ser realizadas até as 15h desta quinta-feira, 13 de junho, pelo site vestibularfatec.com.br. Para participar, é necessário pagar uma taxa de inscrição no valor de R$ 90. A prova está programada para o dia 30 de junho. Requisitos de participação…

Continue Reading

Educação Pública

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

Ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou nas redes sociais a ampliação do prazo devido ao desastre climático no Rio Grande do Sul.

Published

on

Uma mão segura um smartphone exibindo a tela de login das inscrições do ENEM 2024, com um fundo desfocado mostrando uma interface semelhante em uma tela maior.
Anúncio foi feito pelo ministro da Educação nas redes sociais (Foto: Marcello Casal/Agência Brasil)

O ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou nas redes sociais a prorrogação das inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024. O novo prazo se estende até o dia 14 de junho, uma semana a mais do que o previsto inicialmente, que terminaria em 7 de junho. Motivo da prorrogação e abrangência nacional A decisão de prorrogar as…

Continue Reading

Educação

Senai Jundiaí oferece curso de Ferramenteiro de Manutenção de Moldes para Plásticos

Published

on

CURSO - Ferramenteiro de Manutenção de Moldes para Plásticos - (120 horas).🗓 Período de: 15/07/2024 a 03/09/2024.🗓 Dias da Semana: Segunda a sexta-feira.⏱ Horário: 18h30 às 22h.💰 Valor: R$ 1.890,00 (8 parcelas de R$ 236,25).As inscrições estão abertas e podem ser feitas pela internet através do site: https://sp.senai.br/cursos/0/0?unidade=502&pesquisa=Ferramenteiro&pag=1

Continue Reading