No Plenário: debates vão de uso da maconha até banheiros públicos em Jundiaí
Conecte-se conosco

No Plenário

No Plenário: debates vão de uso da maconha até banheiros públicos em Jundiaí

Assuntos polêmicos tomaram conta da pauta da sessão desta terça (21), na Câmara Municipal

Publicado

em

Atualizado há

Valter Henrique Schüller
Valter Henrique Schüller destaca a luta contra o vício do álcool e das drogas na Câmara (Foto: Reprodução/TV Câmara)

Álcool e drogas

Na Tribuna Livre desta semana, Valter Henrique Schüller falou sobre a importância do Dia Internacional de Combate ao Uso e ao Tráfico de Drogas, criado pela ONU e celebrado sempre em 26 de junho. No Brasil, foi instituído nesta data o Dia Nacional de Combate às Drogas. Os vereadores se comprometeram a debater e ajudar em relação ao tema.

Álcool e Drogas 2

“Durante a pandemia, aumentou muito o uso de álcool e outra drogas, dos casos de suicídio. Temos pesquisado modelos de trabalho para que sejam seguidos aqui e conhecemos o que os vereadores de Sorocaba desenvolvem lá. Eles criaram uma comissão para mapear os locais e indicar ao poder Executivo onde se deve realizar este trabalho de recuperação. Dar a oportunidade para que as pessoas encontrem essa porta”, destacou Schüller.

Álcool e drogas 3

O vereador Romildo Antônio (PL) lembrou que é preciso também atuar para que as casas de recuperação possam realizar este trabalho nos municípios. “As cidades têm que encontrar uma maneira de facilitar a implantação das clínicas de recuperação. Se o Estado não tem condições de combater o tráfico, é obrigação devolver a saúde pública de crianças, jovens e adultos”, disse Romildo.

Álcool e drogas 4

Val Freitas (PSC) também lembrou da dificuldade de entidades que buscam realizar esta regularização. “Temos projetos em Jundiaí e casas que, infelizmente, não conseguem preencher os requisitos para terem o trabalho, que é muito honroso. Precisamos que os poderes se unam para viabilizar isso, criar mecanismos para que possa ser inserido no Plano Diretor e contemplar essa questão”.

Maconha

Os vereadores também discutiram a ampliação do plantio de maconha para uso medicinal da substância em determinados casos clínicos. A moção é de repúdio ao projeto do deputado Fábio Mitidieri (PSD/SE), que trata da viabilização da comercialização de medicamentos que contenham extratos, substratos ou parte da planta Cannabis Sativa na formulação. Depois de um longo debate, a moção – assinada por Albino, Cícero da Saúde, Douglas Medeiros, Val Freitas, Kachan Júnior e Madson Henrique – foi rejeitada.

Maconha 2

“Não justifica uma liberalidade desta forma para o cultivo, esse plantio em larga escala, porque possivelmente este produto terá necessidade de vazão e não teremos fiscalização para isso. Tema de segurança nacional, sou contrários às drogas em todas as possibilidades, não nego que existe o tratamento médico e condições que possam contribuir para a vida humana, mas é uma droga que está matando e é porta de entrada para outras mais pesadas”, disse Douglas Medeiros (PSDB), um dos autores da iniciativa.

Maconha 3

Um dos vereadores favoráveis à moção foi o vereador Kachan Júnior, presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal. “Sou a favor de qualquer fármaco, desde que aprovado, mas o nosso país e sociedade não estão prontos para a liberação nos moldes propostos. Não tem cabimento discutir isso sem fiscalização neste país”, justificou.

Maconha 4

Juninho (PP) e Rogério Ricardo da Silva (DEM) foram contrários à ideia. “Tenho amigos advogados que me disseram dos casos de crianças e pacientes que dependem deste tipo de medicamento para tratar de doenças psiquiátricas ou degenerativas. Esses medicamentos não possuem o THC e o uso traz grandes benefícios no tratamento de epilepsias, dores crônicas, mal de Alzheimer. O álcool está em todo lugar e tão prejudicial quanto, não estamos discutindo a liberação e sim a ampliação deste tratamento. Vamos fechar os olhos para isso?”

Maconha 5

“Ninguém está dizendo que é a favor das drogas, mas ir contra um medicamento que vai aliviar a dor de uma pessoa? Estou a favor de quem precisa deste remédio, não podemos ser radicais e olhar também com o coração, não só com a razão. Precisamos tomar cuidado porque quantas pessoas precisam deste tipo de tratamento?”, disse Rogério.

Maconha 6

“Nossa discussão não é sobre a legalidade do remédio, porque a legislação já permite. O que nos preocupa é o plantio e a fiscalização disso, quem vai fazer? Quem garante que não vai ter gente que vai plantar com aparato da lei e vender deliberadamente? Essa é a minha preocupação”, disse Madson Henrique (PSC).

Maconha 7

Em entrevista recente, o deputado esclareceu sobre essa polêmica. ““Quanto ao item do plantio, grande polêmica na Bancada Evangélica, ele terá controle, será regulado, autorizado pela Anvisa e fiscalizado pela Polícia Federal. A regulamentação permitirá que a medicamento que hoje chega aqui a R$ 3 mil possa ser adquirido por R$ 500. E também, com a possibilidade de ser incluído ao Sistema Único de Saúde (SUS) com preço mais baixo. Esses milhares de brasileiros que compram o medicamento com preço de ouro, vão adquirir pelo SUS, ou ainda, na farmácia com um preço mais acessível”.

Kachan em dose dupla

O ex-vereador José Antônio Kachan esteve na sessão da Câmara desta terça (22). Ele é pai do vereador José Antônio Kachan Júnior (DEM), eleito para o primeiro mandato em 2020. Na fala durante a sessão, Kachan Júnior dedicou os trabalhos ao pai.

Karina fez a inscrição na Tribuna Livre e se apresentou aos vereadores (Foto: Reprodução/TV Câmara)

Instituto Federal

Karina Maretti Strangueto se apresentou como a nova responsável pelo Instituto Federal de Jundiaí. Ela fez a inscrição na Tribuna Livre e pediu ajuda dos parlamentares para que uma sede da universidade seja construída na cidade – o terreno, doado pela Prefeitura, fica no Vetor Oeste.

Instituto Federal 2

“Uma honra poder trabalhar na minha cidade. As turmas estão abertas até 22 de julho para novas inscrições. Acredito que possamos crescer muito ainda na cidade e por isso preciso do apoio de todos, cidade tem grande potencial e seria importante trazer uma universidade para cá, ampliando a estrutura que o Instituto já tem aqui. Já temos o terreno para construção, me coloco à disposição para conversar sobre este projeto”, disse Karina.

Punição para receptador

Antonio Carlos Albino (PL) pediu ajuda dos vereadores para derrubar o veto da Prefeitura no projeto de lei aprovado que pune com a cassação do alvará os estabelecimentos comerciais que sejam flagrados com objetos furtados. O Executivo considerou a iniciativa ilegal.

Punição para receptador 2

“Não estamos mexendo com o Código Penal, mas sim na questão tributária do município”, justificou Albino. Vereadores relatam receber inúmeros pedidos da população sobre furto de grades de águas pluviais, fios de cobre, torneiras e até tampões de esgoto. O pedido de Albino foi atendido: 18 vereadores votaram a favor da manutenção da lei no município.

Banheiros públicos

O projeto de lei do vereador Márcio Pentecostes de Souza, o Márcio Cabeleireiro (PP), que pedia banheiros químicos para os trabalhadores que atuam nos diferentes serviços de zeladoria do município – coleta de lixo, roçadas, poda de árvores – foi vetado pela Prefeitura. A derrubada, no entanto, não ocorreu – o total de votos mínimo para aprovação não foi atingido.

Banheiros públicos 2

Os vereadores terão uma reunião nesta quarta (23) com José Antônio Parimoschi, gestor de Governo e Finanças, para tratar da discussão do PPA (Plano Plurianual). Eles já se comprometeram a falar também sobre este assunto – que foi solicitado pelos funcionários da área de serviços públicos por terem dificuldade de conseguir autorização de moradores e comerciantes para utilização do banheiro.

Sol da Cidadania

A ONG Sol da Cidadania recebeu o título de utilidade pública pelo trabalho social realizado há anos em Jundiaí. A entidade, que fica na região do Retiro, recebeu o título de um projeto do vereador Daniel Lemos (DEM). O presidente da ONG é Ari Ribeiro, que há anos desenvolve trabalhos sociais na cidade.

No Plenário

Dinheiro para quem denunciar queimadas, vacinação e homenagens na sessão

Vereadores aprovam projeto que destina recurso para quem der informações sobre responsável por queimada

Publicado

em

Kachan Vereador
Vereador Kachan Junior entrou na discussão sobre a importância da vacinação contra Covid (Foto: Reprodução/TV Câmara)

Recompensa O vereador Edicarlos Vieira (PP) apresentou e conseguiu a aprovação do projeto de lei complementar que prevê premiação em dinheiro por informações que auxiliem nas investigações policiais sobre queimadas. O recurso destinado virá do Fundo Municipal de Conservação da Qualidade Ambiental. "Esse cara que colocou fogo tem que ser denunciado, fotografado e punido por isso. Quantos animais morreram com…

Continuar lendo

No Plenário

Vereadores de Jundiaí se revoltam com acusação feita por GM

Seis parlamentares foram acusados de votar contra a Guarda Municipal numa moção de apoio feita por Albino

Publicado

em

Albino vereador
Albino citou que os vereadores estavam de mimimi em relação ao ocorrido e pediu que apontem o culpado (Foto: Reprodução/TV Câmara)

Polêmica na Guarda Seis vereadores da Câmara Municipal de Jundiaí se revoltaram com acusação feita por um guarda municipal (não identificado) num grupo de WhatsApp, de que os parlamentares teriam se recusado a votar a favor de uma moção de apoio à aposentadoria especial das corporações de todo o Brasil. O projeto é do senador Paulo Paim (PT) e a…

Continuar lendo

No Plenário

Vereadores cobram respeito após serem barrados em evento. Veja nos bastidores!

Entrega da pista de skate do Mundo das Crianças gerou reclamação dos parlamentares na sessão desta terça (24)

Publicado

em

Val Freitas
Val Freitas citou que houve desrespeito com o Legislativo por parte do cerimonial (Foto: Reprodução/TV Câmara)

Barrados na pista Alguns vereadores iniciaram a sessão da Câmara de Jundiaí desta terça (24) na bronca. De acordo com Madson Henrique (PSC), alguns parlamentares foram barrados no evento de entrega da pista de skate do Mundo das Crianças, sábado passado. A bronca foi com o cerimonial da Prefeitura de Jundiaí. "Exijo que, da próxima vez, tratem a gente com…

Continuar lendo

No Plenário

Crítica à Associação dos Aposentados, cutucada em gestor e elogios a Parimoschi: confira os bastidores da Câmara

Elogios a José Antonio Parimoschi são feitos durante discussão do projeto que beneficia a população mais necessitada

Publicado

em

Roberto Conde
Roberto Conde criticou a atuação da Associação dos Aposentados em Jundiaí: só em eleição (Foto: Reprodução/TV Câmara)

Parimoschi O gestor de Governo e Finanças da Prefeitura, José Antônio Parimoschi, foi o mais citado pelos vereadores na sessão desta terça (10), durante aprovação do projeto que tratou do benefício às pessoas em situação de vulnerabilidade. Considerado o gestor mais experiente e estratégico no secretariado do prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB), Parimoschi recebeu elogios pela iniciativa social e condução…

Continuar lendo

No Plenário

Fim do recesso, bronca em diretor da Prefeitura e mais: veja os bastidores da Câmara!

Volta dos vereadores ao plenário é marcada por desabafo contra diretor da Unidade de Infraestrutura e Serviços Públicos

Publicado

em

Rogério vereador
Vereador Rogério pediu alteração do regimento interno da Câmara: vice assume (Foto: Reprodução/Câmara Municipal)

Fim do recesso As sessões da Câmara Municipal de Jundiaí foram retomadas nesta terça (3), após o recesso parlamentar. Embora os vereadores não estivessem no plenário, discutindo pautas, a maioria fez questão de mostrar que estava na ativa. Para isso, eles acionaram a rede social com o intuito de deixar a população informada sobre o que estavam fazendo nesse período.…

Continuar lendo