Dia da Indústria: CIESP Jundiaí alerta para desafios e destaca importância da educação
Connect with us

Opinião

Dia da Indústria: CIESP Jundiaí alerta para desafios e destaca importância da educação

O Dia da Indústria reflete a importância do setor industrial para o desenvolvimento econômico e social do Brasil.

Published

on

Atualizado há

Marcelo Cereser, diretor do CIESP Jundiaí, durante evento oficial, vestindo um terno escuro e camisa clara, expressando seriedade.
Foto: Divulgação/CIESP Jundiaí

No próximo sábado, 25 de maio, o CIESP Jundiaí comemora o Dia da Indústria, uma data que convida todos os empresários a refletir sobre a importância do setor industrial para o desenvolvimento econômico e social do Brasil.

“A indústria é um dos pilares fundamentais da economia nacional, gerando empregos, inovação e crescimento. No entanto, enfrentamos, diariamente, desafios significativos que precisam ser superados para garantir a competitividade e sustentabilidade da indústria no cenário global”, comentou Marcelo Cereser, diretor titular do CIESP Jundiaí.

A concorrência internacional é um dos principais desafios para a indústria brasileira. A globalização trouxe consigo um mercado mais competitivo, onde produtos de diversos países disputam espaço nas prateleiras e nas preferências dos consumidores. Muitas vezes, esses produtos são mais baratos devido a condições econômicas, políticas e de infraestrutura mais favoráveis em seus países de origem. “Para competir, a indústria brasileira precisa investir em tecnologia, inovação e qualidade, fatores essenciais para se destacar no mercado global”, comparou.

Outro grande obstáculo, destacado pelo diretor titular do CIESP Jundiaí, é a insuficiência de investimentos em infraestrutura. Rodovias, ferrovias, portos e aeroportos são fundamentais para o escoamento da produção industrial. “A infraestrutura brasileira carece de modernização e ampliação, resultando em altos custos logísticos e perda de competitividade”, avaliou, reforçando que a melhoria da infraestrutura é crucial para garantir que os produtos brasileiros cheguem aos mercados internos e externos de maneira eficiente e econômica.

A falta de políticas públicas que incentivem a inovação e a competitividade é outro desafio importante. O desenvolvimento industrial depende de um ambiente favorável à pesquisa e desenvolvimento, bem como de políticas que promovam a inovação tecnológica e a capacitação profissional. “A ausência de incentivos fiscais e de programas de apoio à inovação tecnológica limita a capacidade das indústrias brasileiras de se modernizarem e competirem globalmente”, alertou Marcelo.

União dos empresários

Nesse contexto, a união dos empresários em torno de entidades representativas, como o CIESP Jundiaí, torna-se essencial. “O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP) atua na defesa dos interesses do setor industrial, promovendo ações que visam melhorar o ambiente de negócios e aumentar a competitividade das empresas”, defendeu Marcelo, lembrando que CIESP Jundiaí, em particular, oferece apoio e orientação aos empresários, além de promover eventos, cursos e palestras que estimulam o desenvolvimento industrial na região. “A associação a uma entidade como o CIESP Jundiaí proporciona aos empresários uma voz mais forte na luta por melhores condições para a indústria. Juntos, podemos construir uma indústria mais forte, inovadora e competitiva, que contribua ainda mais para o desenvolvimento do Brasil”, completou.

Além disso, a educação também desempenha um papel vital no fortalecimento da indústria brasileira. O SESI (Serviço Social da Indústria) e o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) são instituições fundamentais nesse processo. O SESI atua na educação, oferecendo uma formação de qualidade para crianças e jovens, preparando-os para os desafios do futuro. Já o SENAI é responsável pela formação técnica e profissional, capacitando jovens para atuarem na indústria com habilidades e conhecimentos atualizados. “Nós investimos nestes jovens pois eles são essenciais para a modernização e inovação do setor industrial brasileiro”, defendeu Marcelo Cereser, diretor titular do CIESP Jundiaí.

Opinião

Imposto do Pecado para automóveis híbridos e flex é uma heresia tributária

Artigo escrito por Rafael Cervone, presidente do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP)

Published

on

Rafael Cervone
Foto: CIESP/Divulgação

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 68/2024, que regulamenta a reforma tributária, aprovado na Câmara dos Deputados no dia 10 de julho, contém um grave equívoco, ao incluir os automóveis, inclusive os flex e híbridos, entre os produtos abrangidos pelo Imposto Seletivo (IS). O argumento que fundamentou a decisão, de que motores a combustão são danosos ao meio ambiente, é…

Continue Reading

Opinião

A Nova Energia Elétrica

Artigo por Elton Monteiro, empreendedor, mentor, investidor e especialista em IA

Published

on

Inteligência artificial
Foto: Canva

Há pouco mais de um século, a energia elétrica começou a se espalhar pelo mundo, mudando como vivemos e trabalhamos. Hoje, a inteligência artificial (IA) surge com um potencial de mudança semelhante. Assim como a eletricidade, a IA se integrará em todos os aspectos da sociedade, transformando rotinas, economia e cultura. Antes da eletricidade, o trabalho era manual e o…

Continue Reading

Opinião

A revolução do diálogo em favor do desenvolvimento

Artigo escrito por Rafael Cervone, presidente do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP)

Published

on

Rafael Cervone, presidente do CIESP
Foto: Divulgação/CIESP

A Revolução Constitucionalista de 1932, corajoso movimento de São Paulo contra o governo ditatorial de Getúlio Vargas e em favor do Estado de Direito, cujos 92 anos celebram-se em 9 de julho, contou com o apoio da indústria paulista. As fábricas alteraram suas linhas de produção para fornecer material às tropas. Nossas entidades de classe, à época unificadas, organizaram a…

Continue Reading

Opinião

IA não vai substituir nenhum emprego

Artigo por Elton Monteiro, empreendedor, mentor, investidor e especialista em IA.

Published

on

Elton Monteiro é empreendedor, mentor, investidor e especialista em IA
Foto: Arquivo Pessoal

Nos corredores das empresas e nas discussões sobre o futuro do trabalho, um temor recorrente é que a inteligência artificial (IA) irá substituir empregos humanos. No entanto, a realidade é mais complexa e menos apocalíptica. A IA, em si, não possui a capacidade de substituir ninguém. Em vez disso, a verdadeira transformação ocorre quando seres humanos visionários aproveitam as oportunidades…

Continue Reading

Opinião

Os 30 anos da moeda que mudou a História do Brasil

Artigo escrito por Rafael Cervone, presidente do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP).

Published

on

Cédula de um real e moedas do Brasil
Foto: Canva

No dia 1º de julho comemoramos os 30 anos de um dos mais importantes episódios da História do Brasil: o lançamento do Real, expressão monetária do plano que extirpou a hiperinflação, instituído em 27 de fevereiro de 1994, com a publicação da Medida Provisória 434. Era o Governo Itamar Franco, tendo Fernando Henrique Cardoso como ministro da Fazenda, posteriormente eleito…

Continue Reading
Advertisement