CIESP obtém liminar contra decreto e portaria que regulamentam divulgação do Relatório de Transparência Salarial e Critérios Remuneratórios
Conecte-se conosco

Economia

CIESP obtém liminar contra decreto e portaria que regulamentam divulgação do Relatório de Transparência Salarial e Critérios Remuneratórios

Entidade afirma que empresas não puderam revisar ou corrigir dados inseridos em Relatório de Transparência Salarial e Critérios Remuneratórios elaborado pelo Ministério do Trabalho e Emprego

Publicado

em

Atualizado há

Helcio Honda é diretor jurídico do CIESP. Foto: CIESP/Divulgação

O CIESP conquistou nesta quarta (10), uma liminar que suspende, para indústrias já associadas ou futuramente associadas, a obrigatoriedade de divulgar o Relatório de Transparência Salarial e Critérios Remuneratórios em seus respectivos sites e mídias sociais. Dois pontos principais foram considerados pelo Departamento Jurídico da entidade na medida: a falta de oportunidade para que as empresas pedissem correções na versão final do relatório publicado e a quebra da proteção de dados de funcionários que a publicação representaria.

A entidade ingressou com Mandado de Segurança no TRF 3º Região questionando o Decreto 11.795/23 e a Portaria MTE 3.714/23, que regulamentam a Lei 14.311/23, que trata da Igualdade Salarial e Critérios Remuneratórios entre Mulheres e Homens. Enquanto a liminar do CIESP estiver vigente, as empresas associadas e futuras associadas não precisam publicar em seu site ou rede sociais o Relatório elaborado pelo Governo Federal.

As empresas com mais de 100 empregados foram obrigadas a preencher um formulário até o início de março deste ano, com seus dados de 2022 e com base nestes formulários e outros critérios, o Ministério do Trabalho e Emprego elaborou um Relatório de Transparência Salarial para cada empresa fazer sua divulgação obrigatória, porém os dados foram interpretados e consolidados pelo MTE com critérios que não ficaram claros.

De acordo com o Departamento Jurídico do CIESP, as empresas foram obrigadas a publicar o Relatório sem antes ter a oportunidade de esclarecer, apresentar justificativas ou até mesmo corrigir o documento, quando detectados erros. “O CIESP sempre defendeu a igualdade salarial entre homens e mulheres, exatamente nos termos do que prevê a Constituição Federal e a legislação em vigor, porém o Decreto e a Portaria do MTE, que regulamentam a Lei 14.311/23, impõe obrigações que ferem garantias constitucionais como o devido processo legal, a ampla defesa, o contraditório, a proporcionalidade e razoabilidade, a livre iniciativa e a livre concorrência “ disse Luciana Nunes Freire, assessora jurídica do CIESP.

O diretor jurídico do CIESP Helcio Honda, afirma ainda que a obrigatoriedade da publicação do relatório na forma prevista , poderia expor dados sensíveis dos empregados, o que infringiria a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e a Lei da Livre Concorrência, visão corroborada em Nota Técnica, pelo próprio Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), órgão que orienta, fiscaliza, previne e apura abusos de poder econômico. “A publicação, da forma que foi exigida, pode deixar trabalhadores e empresas expostos na internet e causar um dano reputacional irreparável, já que as empresas não têm a chance de corrigir ou apresentar justificativas sobre os dados, o que seria necessário, uma vez que a comparação salarial foi feita usando como referência grandes grupos do Código Brasileiro de Ocupações (CBO)”, afirmou Honda.

De acordo com ele, a publicação dos dados sem revisão e correção pelas empresas pode gerar distorções ou interpretações equivocadas entre salários de trabalhadores e trabalhadoras que ocupam cargos ou exercem funções diferentes dentro da empresa, apesar de estarem enquadradas no mesmo grupo de CBO, outros critérios previstos no artigo 461 da CLT devem ser considerados.

Empregos

BRF e Marfrig abrem mais de 50 vagas de emprego em Jundiaí

As vagas são para áreas operacionais, com salários que variam de R$ 1.667,60 a R$ 2.123,59. Confira e veja como se candidatar.

Publicado

em

Fachada da empresa BRF
As empresas realizarão um mutirão de vagas entre os dias 27 e 28 de maio (Foto: Divulgação/BRF)

A BRF e a Marfrig abriram vagas de emprego na unidade de Jundiaí. As empresas buscam profissionais dos setores operacionais para integrar suas equipes. Assim, para agilizar o processo de seleção, as empresas realizarão um mutirão de recrutamento, entre os dias 27 e 28 de maio. O evento acontecerá das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h, na Avenida…

Continuar lendo

Empregos

Vagas PCD em Jundiaí: +150 Oportunidades no Portal Jundiaí Empreendedora

Descubra como se candidatar às vagas disponíveis e obtenha detalhes no Portal Jundiaí Empreendedora.

Publicado

em

Pessoa segura carteira de trabalho em frente ao balcão do Portal Jundiaí Empreendedora, onde candidatos buscam vagas
As pessoas interessadas em se candidatar a essas vagas de emprego devem acessar o portal Jundiaí Empreendedora (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

O portal Jundiaí Empreendedora está com uma ótima notícia para pessoas com deficiência (PCD): são mais de 150 vagas de emprego para PCD abertas em Jundiaí, abrangendo diversas áreas e oportunidades de carreira. Diversidade de áreas e cargos disponíveis para PCD em Jundiaí As vagas PCD em Jundiaí disponíveis atendem a diferentes perfis e interesses, incluindo cargos como assistente administrativo,…

Continuar lendo

Economia

Fiesp e Ciesp defendem fim da isenção tributária para plataformas internacionais de e-commerce

Publicado

em

Por

Entrada do prédio da Fiesp e Ciesp, em São Paulo
Foto: Pexels/Victor Barborsa

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) apoiam o substitutivo do relator do Projeto de Lei nº 914/2024, do deputado Átila Lira (PP/PI), no qual foi incluído o fim da isenção do Imposto de Importação para vendas de até US$ 50 feitas por sites de e-commerce.…

Continuar lendo

Empregos

Wet’n Wild abre mais de 30 vagas de emprego

Há vagas para operador de caixa, atendente, churrasqueiro, auxiliar de cozinha, chefe de serviço de limpeza, nutricionista, encarregado de restaurante, e mais.

Publicado

em

Wet'n Wild
Confira e candidate-se (Foto: Divulgação/Wet'n Wild)

O parque aquático Wet’n Wild, localizado em Itupeva, está com 34 vagas de emprego disponíveis para moradores da região de Jundiaí. As oportunidades são para operador de caixa, auxiliar de pizzaiolo, atendente de lanchonete, chapeiro, churrasqueiro, auxiliar de cozinha, cozinheiro de restaurante, chefe de serviço de limpeza, caixa de loja, auxiliar de limpeza, coordenador de restaurante, nutricionista e encarregado de…

Continuar lendo

Empregos

Jundiaí Empreendedora tem mais de 3.300 vagas de emprego abertas nesta segunda-feira (20)

Há vagas para Auxiliar Administrativo, Cozinheiro, Pedreiro, Recepcionista, Cuidador de Idosos, Nutricionista, Assistente de Compras e mais.

Publicado

em

Pessoa com carteira de trabalho na mão
Confira e candidate-se (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

O portal Jundiaí Empreendedora reúne, diariamente, vagas de emprego em empresas de pequeno, médio e grande porte na região. As oportunidades são diversas e para todos os níveis de escolaridade e experiência. Nesta segunda-feira (20), o Jundiaí Empreendedora tem mais de 3.300 vagas de emprego abertas. Confira e veja como se candidatar: Auxiliar de Lavanderia no New Palace Motel Cozinheiro…

Continuar lendo
Publicidade