Bolsonaristas invadem o Congresso Nacional
Conecte-se conosco

Política

Bolsonaristas invadem o Congresso Nacional

Na tarde deste domingo (8), um grande grupo de manifestantes apoiadores de Jair Bolsonaro subiram a rampa do Congresso e invadiram o prédio.

Publicado

em

Atualizado há

Bolsonaristas invadem Congresso Nacional
Foto: Reprodução/GloboNews

Na tarde deste domingo (8), um grande grupo de bolsonaristas radicais conseguiram ultrapassar a barreira e invadir o Congresso Nacional, em Brasília. Em um ato golpista, centenas de pessoas que acampavam próximo ao local, em protesto, se uniram com caravanas que chegaram à Esplanada dos Ministérios para invadir o local.

Os atos antidemocráticos na praça dos Três Poderes são montados contra o resultado das eleições presidenciais de 2022, que elegeram Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em outubro.

Imagens mostram uma quantidade expressiva de manifestantes subindo a rampa do Congresso Nacional, contra poucos policiais que tentavam controlar a situação com gás de pimenta. De acordo com o senador Veneziano Vital do Rêgo, presidente interino do Senado, à CNN Brasil, os manifestantes chegaram ao Salão Verde da Câmara dos Deputados e um grupo conseguiu invadir o Palácio do Planalto, sede do Poder Executivo. Na invasão, os criminosos depredaram e vandalizaram o prédio.

https://twitter.com/HugoGloss/status/1612156625627791366

Força Nacional

Neste sábado (7), o ministro da Justiça, Flávio Dino(PSB), autorizou o emprego da Força Nacional na Esplanada dos Ministérios até a próxima segunda-feira (9). A portaria, publicada hoje, é para “proteção da ordem pública e patrimônio público e privado” da Rodoviária de Brasília até a Praça dos Três Poderes.

O senador eleito e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro (União Brasil) criticou a decisão de Flávio Dino, por autorizar o uso da Força Nacional em Brasília por conta das caravanas de bolsonaristas.

Na publicação compartilhada por Moro no Twitter, um usuário afirma ter “saudade” de sua época como ministro porque “a força de segurança era usada para isolar os chefes do crime organizado em prisões de segurança máxima, para combater o tráfico de drogas e cuidar das fronteiras”.

O presidente eleito Lula não está em Brasília. Lula está em Araraquara, no interior de São Paulo, por causa das chuvas que afetaram a cidade paulista esta semana.

Invasão no STF

Por volta das 15h50, os golpistas seguiram com o ato e conseguiram invadir o Supremo Tribunal Federal. No mesmo momento, agentes da Cavalaria chegaram ao local para coibir os manifestantes do ato antidemocrático.

Ato previsível

Especialistas reforçam que o ato dos radicais já era previsto desde 2021, quando houve a invasão ao Capitólio, nos Estados Unidos, em situação política semelhante ao Brasil agora. Mas, principalmente, nos últimos dias, quando as redes sociais de extrema direita já deixavam claro a intenção de invasão em Brasília.

Há então a questão da conivência das autoridades federais em ignorar ou não reforçar a segurança para combate ao ato.

Foto: Reprodução/GloboNews

Enquanto os terroristas invadem e destroem prédios federais da Praça dos Três Poderes, policiais são flagrados no local, de braços cruzados, e tirando fotos.

Exoneração do Secretário de Segurança

Em meio aos ataques golpistas, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, confirmou a exoneração de Anderson Torres, Secretário de Segurança Pública do DF. “Estou em Brasília monitorando as manifestações e tomando todas as providências para conter a baderna antidemocrática na Esplanada dos Ministérios. Determinei a exoneração do Secretário de Segurança DF, ao mesmo tempo em que coloquei todo o efetivo das forças de segurança nas ruas, com determinação de prender e punir os responsáveis. Também solicitei apoio do governo federal e coloco o GDF à disposição do mesmo.”

Ação da PF

Por volta das 17h10 da tarde deste domingo (8), um helicóptero e agentes da Polícia Federal chegaram ao Congresso Nacional com bombas de efeito moral. Os policias tiraram alguns dos manifestantes da rampa do Planalto, e outros começaram a entrar nos prédios dos Palácios de Brasília invadidos para conter os ataques terroristas.

Intervenção Federal

Às 17h55, o Presidente Lula se pronunciou sobre os ataques e determinou Intervenção Federal no DF. Lula disse que não há precedente na história do Brasil de atos como esse, e chamou as pessoas que atacaram Brasília de “vândalos, nazistas e fascistas”.

“Todas as pessoas que estão fazendo isso serão encontradas, e serão punidas”

Lula também reforçou que o governo procurará quem financiou esses atos de intervenção antidemocrática.

Pedido de prisão

Por volta das 18h20, a Advocacia-Geral da União (AGU) emitiu uma nota de pedido ao Supremo Tribunal Federal para a prisão em flagrante de todos os participantes dos ataques, inclusive de Anderson Torres, Secretário de Segurança do DF.

Além disso, o órgão exige determinação imediata para que as plataformas de redes sociais removam conteúdos que incitam atos de vandalismo.

Matéria em atualização

Política

Governador de SP anuncia mais de 380 novos leitos em hospitais

Um dos objetivos da expansão é “desafogar” unidades de saúde com picos de atendimento por dengue e doenças respiratórias. Saiba mais.

Publicado

em

Por

Governador de SP Tarcísio de Freitas
As vagas dos leitos serão ativadas de forma gradativa nos próximos meses (Foto: Mônica Andrade/Governo do Estado de SP)

Nesta quarta-feira (17), o governador Tarcísio de Freitas anunciou que hospitais estaduais na capital e na Grande São Paulo receberão 386 novos leitos. De acordo com o anúncio, a gestão ativará as vagas dos leitos gradativamente nos próximos meses, começando com 28 leitos imediatos no Instituto Emílio Ribas. “O SUS é nosso maior patrimônio, é universal, mas vem sofrendo com…

Continuar lendo

Política

Senado aprova projeto que criminaliza porte de qualquer quantidade de droga

Além de criminalizar o porte e a posse, a proposta prevê inserir na Constituição uma distinção entre traficante e usuário. O usuário terá penas alternativas à prisão.

Publicado

em

Por

A proposta ainda precisa ser aprovada pela Câmara dos Deputados (Foto: Freepik)

Nesta terça-feira (16), o Senado aprovou a proposta de emenda à Constituição que criminaliza o porte e a posse de drogas de qualquer quantidade. O texto aprovado sugere a inclusão da criminalização no artigo 5° da Constituição, dos direitos e garantias individuais. Além disso, a proposta prevê inserir na Constituição que deverá haver distinção entre traficante e usuário. Assim, o usuário teria penas…

Continuar lendo

Política

Governo suspende publicidade no X após críticas de Musk e desavenças com STF

Publicado

em

Por

Elon Musk
(Foto: Reprodução/Youtube)

Mais de R$ 5,4 milhões já foram investidos na plataforma, mas não há previsão de novas campanhas. A Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom) anunciou na sexta-feira (12/04) a suspensão de novas campanhas de publicidade na rede social X, antigo Twitter. A decisão ocorre após uma série de desavenças entre o dono da plataforma, Elon Musk, e autoridades…

Continuar lendo

Política

Saidinhas: Lula veta parte do projeto e mantém visitas de presos a familiares

O termo contempla visitas às famílias em feriados como o Natal ou os dias das Mães e dos Pais, com o intuito de ressocialização do preso.

Publicado

em

Por

Presidente Lula
A decisão deve manter as saidinhas para que os detentos possam visitar familiares em datas comemorativas (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O presidente Lula (PT) vetou parcialmente o projeto que acaba com as saídas temporárias de presos - as saidinhas. O Congresso aprovou o texto original mas, com o veto, Lula mantém as saidinhas para visitas de detentos aos familiares em datas comemorativas. O governo publicará o texto em edição extra no Diário Oficial da União desta quinta-feira (11). Ainda assim,…

Continuar lendo

Política

Lula atrasa pagamentos de programa de transporte escolar para todo país

Repasses do Ministério da Educação estão atrasados desde fevereiro. Ministro prometeu pagamento ainda em abril e anunciou novo cronograma. Saiba mais.

Publicado

em

Por

O programa tem orçamento de R$ 872 milhões neste ano (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O Ministério da Educação do governo Lula (PT), comandado pelo ministro Camilo Santana, atrasou os pagamentos para programa de transporte escolar desde fevereiro para todo Brasil. A primeira de dez parcelas deveria ser paga no início do ano letivo, mas até este momento, as redes não receberam o valor. Para este ano, o programa tem orçamento federal de R$ 872 milhões. Assim, as prefeituras…

Continuar lendo
Publicidade