Anvisa mantém proibição ao cigarro eletrônico no país
Conecte-se conosco

Saúde Pública

Anvisa mantém proibição ao cigarro eletrônico no país

Publicado

em

Atualizado há

cigarro eletrônico
Decisão unânime: Anvisa reforça a proibição do comércio de cigarros eletrônicos em território nacional, visando a saúde pública. (Foto: Canva Pro)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reafirmou, nesta sexta-feira (19), a proibição dos cigarros eletrônicos no Brasil, uma política que está em vigor desde 2009. A decisão, tomada por unanimidade pelos cinco diretores da agência, continua a vedar a comercialização, fabricação, importação, transporte, armazenamento e a propaganda destes produtos.

Detalhamento dos produtos proibidos

Conhecidos por vários nomes como vape, pod, e-cigarette, e-ciggy, e-pipe, e-cigar e heat not burn (tabaco aquecido), esses dispositivos têm diversas formas e tecnologias. A medida implica que qualquer forma de importação, mesmo para uso pessoal ou em bagagens de mão, está proibida. Além disso, o uso desses dispositivos em ambientes coletivos fechados é vedado, com penalidades para infrações que incluem advertência, interdição, recolhimento e multa.

Posicionamento das autoridades

Antonio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa e relator da matéria, sustentou a decisão baseando-se em pareceres de associações científicas e em diretrizes da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da União Europeia, que recomendam a proibição devido aos riscos à saúde pública. A agência também citou evidências de aumento do uso entre os jovens e a presença de comércio ilícito desses produtos, mesmo sob proibição.

Opiniões em defesa da proibição

Durante a reunião da diretoria, várias manifestações apoiaram a manutenção da proibição. Adriana Blanco, da Comissão Nacional para a Implementação da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco da OMS, destacou os riscos à saúde, especialmente para crianças e jovens. Diversos outros especialistas e representantes de órgãos de saúde reiteraram os perigos associados ao consumo de cigarros eletrônicos.

Argumentos contra a proibição

Por outro lado, argumentos pela regulamentação dos cigarros eletrônicos foram apresentados, sugerindo que a regulamentação poderia reduzir danos em comparação ao cigarro comum e combater o mercado ilegal. Representantes da indústria do tabaco e de setores como bares e restaurantes defendem uma regulamentação que permita o consumo seguro e controlado destes produtos.

Histórico e perspectivas futuras

Desde sua criação em 2003, os cigarros eletrônicos têm evoluído em design e tecnologia. A Anvisa encerrou uma consulta pública em fevereiro deste ano, recebendo mais de 13 mil manifestações, mas decidiu manter a proibição baseando-se em relatórios técnicos de 2022 que recomendam a continuidade das restrições.

A decisão da Anvisa é um passo significativo na política de controle do tabaco no Brasil, refletindo preocupações com a saúde pública e o bem-estar dos brasileiros, além de tentar coibir o comércio ilegal e o uso não regulamentado desses dispositivos controversos.

Saúde Pública

Jundiaí reforça atendimento para suspeita de dengue em duas UBSs neste sábado

Equipe médica preparada para atender casos de dengue nas UBSs Jardim do Lago e Tamoio neste fim de semana.

Publicado

em

Nova UBS Jardim do Lago
(Foto: Prefeitura de Jundiaí)

Atendimento exclusivo no dia 18 de maio para pacientes com sintomas leves e moderados. A Prefeitura de Hortolândia informa que a Nova UBS Jardim do Lago (Rua Leonita Faber Ladeira, 1358) e a UBS Tamoio (Rua Orestes Barbosa, s/n) estarão abertas no próximo sábado, dia 18 de maio, das 8h às 17h (com portões fechando às 16h), para atendimento exclusivo…

Continuar lendo

Saúde Pública

Programa gratuito em Jundiaí ajuda fumantes a largar o vício. Participe!

Saiba como o PAIT ajuda na luta contra o tabagismo com encontros semanais e suporte médico completo.

Publicado

em

Aproximadamente 10 mil pessoas foram auxiliadas pelo PAIT em Jundiaí (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

O Programa de Assistência Intensiva ao Tabagista (PAIT), uma iniciativa da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), anuncia a abertura de quatro novas turmas a partir de segunda-feira, dia 13 de maio. Este programa, que é completamente gratuito, oferece um acompanhamento integral para aqueles que estão determinados a cessar o hábito de fumar. O primeiro grupo iniciará suas…

Continuar lendo

Saúde Pública

SAMU Jundiaí: quando chamar e como funciona o atendimento?

Entenda o papel do SAMU e como suas ações salvam vidas diariamente em situações críticas.

Publicado

em

Por

Unidade de resgaste do SAMU com 3 socorristas em Jundiaí
A equipe precisa do apoio da população em relação aos chamados desnecessários (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

A Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) orienta sobre o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Das cerca de 2,2 mil ligações mensais recebidas pela Central de Regulação Operacional (CRO) de Jundiaí, em torno de 36% não se enquadram no âmbito de urgência e emergência. O SAMU é um serviço gratuito e funciona 24 horas por dia,…

Continuar lendo

Saúde Pública

Jundiaí amplia projeto de Saúde Bucal nas Escolas

O Tratamento Restaurador Atraumático é uma técnica que permite a restauração de dentes sem a necessidade de equipamentos como o motor odontológico.

Publicado

em

Por

A iniciativa visa ampliar o acesso das crianças ao cuidado odontológico e promover a saúde bucal desde a infância (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

A Saúde e Educação de Jundiaí firmaram uma parceria para ampliar o projeto de Saúde Bucal nas escolas municipais da cidade. A nova iniciativa implantará o Tratamento Restaurador Atraumático (ART) e ampliará o acesso das crianças ao cuidado odontológico. O ART é uma técnica inovadora que permite a restauração de dentes sem a necessidade de equipamentos tradicionais, como o motor…

Continuar lendo

Saúde Pública

Vacinação contra gripe continua nas UBSs de Jundiaí

Publicado

em

Por

Vacinação de gripe em Jundiaí
A meta é vacinar 90% de cada grupo prioritário (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

A campanha de vacinação contra a gripe em Jundiaí segue ativa. A Prefeitura, por meio da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), reforça a importância da imunização para todos a partir de seis meses de idade, especialmente para os grupos prioritários: crianças, idosos e gestantes. Vacina disponível nas UBSs: Doses disponíveis de segunda a sexta-feira, no horário de…

Continuar lendo
Publicidade