Vacina contra Covid-19 será incluída no calendário nacional de crianças e grupos prioritários
Conecte-se conosco

Saúde Pública

Vacina contra Covid-19 será incluída no calendário nacional de crianças e grupos prioritários

Ministério da Saúde monitora de perto o cenário epidemiológico da Covid-19; medida vale a partir de 2024.

Publicado

em

Atualizado há

Vacinação_Covid-19_em_Crianças-compressed
Foto: Prefeitura de Campo Limpo Paulista

A partir de 2024, a imunização contra a Covid-19 fará parte do Calendário Nacional de Vacinação. A recomendação priorizará crianças de 6 meses a menores de 5 anos e os grupos com maior risco de desenvolver as formas graves da doença. A inclusão já passou por avaliação da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização da Covid-19 (CTAI).

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, ressalta que todos os imunizantes têm eficácia e segurança comprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além disso, seguem orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde para aplicação. “As vacinas passam por um rigoroso processo de estudo de qualidade antes de serem incorporadas ao SUS”, acrescenta.

Covid-19 no Brasil

O Brasil segue a tendência observada mundialmente e registra oscilação no número de casos de Covid-19. De acordo com informações do último Boletim InfoGripe, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), há crescimento de casos na população adulta do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

A secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente, Ethel Maciel, reforça que a Covid-19 é uma doença imunoprevenível, ou seja, pode-se prevenir com a vacina. “Há um conjunto de doenças definidas dessa forma, como o sarampo, a coqueluche, a influenza e a Covid-19 também passou a integrar o Departamento do Programa Nacional de Imunizações. A Covid-19 é uma doença de constante monitoramento, requer atenção e por isso temos fortalecido as ações de prevenção por meio do Movimento Nacional da Vacinação”, explicou.

A vacina é a principal medida de combate ao vírus e às formas graves da doença. Hoje, o imunizante está disponível gratuitamente no SUS para toda a população acima de 6 meses de idade. Maiores de 18 anos, que já tomaram ao menos duas doses da vacina, devem receber uma dose de reforço da vacina bivalente. Pessoas que ainda não completaram o ciclo vacinal ou estão com alguma dose de reforço em atraso podem atualizar a caderneta nas unidades de saúde.

Saúde Pública

Não será feita vacinação em massa contra dengue este ano, diz ministra da Saúde

Ainda segundo Nísia Trindade, o governo discute alternativas para ampliar a oferta da vacina contra a doença.

Publicado

em

Por

Ministra da Saúde, Nísia Trindade
Foto: Julia Prado/Ministério da Saúde

Nesta sexta-feira (1º), a ministra da Saúde, Nísia Trindade, disse que "não será possível fazer vacinação em massa" contra a dengue ainda neste ano. De acordo com a ministra, a vacina Qdenga, que está sendo aplicada no momento, é uma "esperança". No entanto, é necessário reaplicar o imunizante em 3 meses. "Para esse momento, independentemente do número de doses, as…

Continuar lendo

Saúde Pública

Jundiaí registrou 4 mortes por Covid-19 em 2024

As quatro pessoas eram idosos que não tinham se vacinado ou que não estavam com o quadro vacinal completo.

Publicado

em

Por

teste-ou-exame-covid-19
A cidade registrou 324 casos e quatro mortes por Covid em 2024 (Foto: Drazen Zigic/Freepik)

Nos primeiros meses de 2024, Jundiaí confirmou quatro mortes em decorrência do coronavírus. Esta segunda-feira (26), marcou quatro anos do primeiro caso de Covid-19 confirmado no Brasil, em 26 de fevereiro de 2020. Só neste ano, Jundiaí registrou 324 casos e quatro mortes por Covid-19 em 2024. De acordo com dados da prefeitura, os óbitos são de idosos, acima de 60…

Continuar lendo

Saúde Pública

Região Metropolitana de Jundiaí realiza Dia D de Combate à Dengue nesta sexta (23)

Somadas, Jundiaí, Itupeva, Cabreúva, Louveira, Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista e Jarinu ultrapassam os 840 casos confirmados da doença.

Publicado

em

Por

Foto: Prefeitura de Jundiaí

Nesta sexta-feira (23), os sete municípios da Região Metropolitana de Jundiaí realizam o Dia D de Combate à Dengue. A mobilização foi uma das estratégias pactuadas pelos prefeitos e gestores de saúde da RMJ, com o Grupo de Vigilância Epidemiológica de Campinas (GVE XVII). “O cenário é de alerta e não podemos perder vidas em razão da dengue e, também,…

Continuar lendo

Saúde Pública

Jundiaí lança Plano Municipal de enfrentamento da dengue

Publicado

em

Por

Equipe de combate a dengue visitando casas em Jundiaí
A conscientização da população é uma das medidas previstas no documento (Prefeitura de Jundiaí)

Jundiaí lançou nesta semana o Plano Municipal de Vigilância das Arboviroses 2024-2025. O documento, que está disponível no site, apresenta uma série de medidas e protocolos adotados para o enfrentamento e a prevenção da dengue e, também, das arboviroses zika e chikungunya, doenças que podem se agravar e levar à morte. “Desde o primeiro alerta de possível epidemia, o Município ampliou…

Continuar lendo

Saúde Pública

Apoio de familiares é fundamental na ressocialização de dependentes químicos

A assistente social do Hospital São Vicente de Paulo (HSV), Ana Iza Galvão Bianchin, explica o papel da família e do Serviço Social. Saiba mais.

Publicado

em

Por

No dia 20 de fevereiro, o Brasil celebra o Dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo (Foto: Divulgação/HSV)

Tabaco, drogas, álcool e medicamentos são algumas das substâncias que podem causar a dependência química. Considerada um transtorno mental pela Organização Mundial da Saúde (OMS), existem inúmeros motivos pelos quais uma pessoa utiliza drogas lícitas e ilícitas. Estudos apontam que os principais motivos incluem a curiosidade e a influência de amigos; e a busca por aceitação no meio social. Isso,…

Continuar lendo
Publicidade