A Inteligência Artificial será determinante na dinâmica geopolítica
Connect with us

Opinião

A Inteligência Artificial será determinante na dinâmica geopolítica

Artigo por Everton Araújo, brasileiro, economista e professor universitário.

Published

on

Atualizado há

“Inteligência é a capacidade de se adaptar à mudança”. Stephen Hawking – físico inglês

A geopolítica global é uma configuração dinâmica, em permanente mudança, toda vez que apresenta certa estabilidade nos referimos como a “ordem mundial”. Entretanto quando as relações de dominação estão em choque e os movimentos das forças revolucionárias seguem desorganizando o ordenamento estabelecido, um novo centro de gravidade será determinado pelas energias geradas pelas atividades humanas, as quais vão modificar radicalmente as conexões sociais. A roda, o dinheiro, a luz artificial, o método anticoncepcional, a penicilina, a aviação, o advento da internet foram apenas algumas invenções inovadoras que transformaram o mundo e melhorou a qualidade de vida humana na terra.

A insatisfação da humanidade é a propulsão das transformações e as mentes excepcionais são capazes de materializar a ficção cientifica. A poderosa máquina de exterminar humanos do filme o Exterminador do Futuro, ou o cruel engenheiro Vincent McCarthy, interpretado por Toby Stephens, em o Soldado do Futuro que é criado secretamente um soldado autoconsciente, e para não ficar apenas na crueldade dos vilões, recorro ao RoboCop sem o instinto de vingança como ferramenta para combater a violência humana nos grandes aglomerados. Para nossa surpresa já é possível que essas engenhocas estejam circulando entre os humanos em breve para solucionar alguns problemas das relações humanas, ou até mesmo agindo como na ilusão.

O grande desafio da humanidade é controlar e regular os avanços da IA, para que as decisões do futuro continuem sendo conduzidas pela inteligência de alguém de carne e ossos e não por um sistema de inteligência artificial que já é capaz de planear, resolver problemas, pensar de maneira abstrata, compreender ideias e linguagens, e para complicar ainda mais a vida dos seus criadores tem capacidade plena de aprender a aprender e sem a emoção que é da natureza dos humanos.

A China e os Estados Unidos, as maiores potências econômicas da atualidade, com uma relação marcada por tensões diplomáticas, tecnológicas e disputas comerciais desde a ascensão chinesa, que vem ameaçando a hegemonia estadunidense, intacta desde o fim da Guerra Fria. Com a crescente demanda mundial por tecnologias, esses países estão vendo a IA como o motor da economia do futuro, tanto para desenvolvimento econômico quanto militar. Isso fica muito explícito quando se observa os comportamentos dos governos desses países que colocam a IA como elemento estratégico para consolidar o poder geopolítico e determinar as regras para os habitantes da terra.

A fusão antes impensável dos paradigmas biológico, físico e digital está em curso e está promovendo a quarta revolução industrial, e para sustentar tal apontamento, os parágrafos a seguir foram produzidos pela IA, o que sustenta as hipóteses mencionadas pelo “Eu humano” nos relatos acima.

Claro, vou aprofundar um pouco mais no papel da Inteligência Artificial na configuração geopolítica atual:

  • Segurança Cibernética: A IA é usada para identificar e combater ameaças cibernéticas, detectando padrões de ataques e protegendo as infraestruturas críticas de um país. Na era da informação, a segurança cibernética é uma preocupação central.
  • Previsão de Ameaças: Algoritmos de IA podem prever ameaças geopolíticas, como instabilidades políticas, conflitos ou desastres naturais, auxiliando na formulação de estratégias de segurança e na preparação para crises.
  • Automatização Militar: Em muitas nações, a IA está sendo integrada em sistemas militares, como drones autônomos e veículos de combate, tornando as operações mais eficientes e diminuindo o risco para os soldados.
  • Economia e Competitividade: A IA impulsiona a inovação e a competitividade econômica. Países que lideram em pesquisa e desenvolvimento de IA estão em vantagem na cena global.
  • Políticas de Privacidade e Ética: Questões relacionadas à privacidade e ética na IA também desempenham um papel importante nas relações geopolíticas, com diferentes nações estabelecendo regulamentações e normas distintas.
  • Cooperação e Conflito: A IA pode tanto promover a cooperação internacional, como na pesquisa conjunta e regulamentação, quanto gerar conflitos, como disputas sobre o uso de tecnologias de IA em questões sensíveis, como o controle de armas autônomas.

Assim, a IA está no centro das dinâmicas geopolíticas modernas, impactando desde a segurança nacional até a economia e as relações internacionais. Seu uso e regulamentação continuam sendo tópicos de debate e negociação entre as nações.

Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam necessariamente as ideias ou opiniões do Tribuna de Jundiaí. Everton Araújo é brasileiro, economista e professor.

Opinião

Imposto do Pecado para automóveis híbridos e flex é uma heresia tributária

Artigo escrito por Rafael Cervone, presidente do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP)

Published

on

Rafael Cervone
Foto: CIESP/Divulgação

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 68/2024, que regulamenta a reforma tributária, aprovado na Câmara dos Deputados no dia 10 de julho, contém um grave equívoco, ao incluir os automóveis, inclusive os flex e híbridos, entre os produtos abrangidos pelo Imposto Seletivo (IS). O argumento que fundamentou a decisão, de que motores a combustão são danosos ao meio ambiente, é…

Continue Reading

Opinião

A Nova Energia Elétrica

Artigo por Elton Monteiro, empreendedor, mentor, investidor e especialista em IA

Published

on

Inteligência artificial
Foto: Canva

Há pouco mais de um século, a energia elétrica começou a se espalhar pelo mundo, mudando como vivemos e trabalhamos. Hoje, a inteligência artificial (IA) surge com um potencial de mudança semelhante. Assim como a eletricidade, a IA se integrará em todos os aspectos da sociedade, transformando rotinas, economia e cultura. Antes da eletricidade, o trabalho era manual e o…

Continue Reading

Opinião

A revolução do diálogo em favor do desenvolvimento

Artigo escrito por Rafael Cervone, presidente do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP)

Published

on

Rafael Cervone, presidente do CIESP
Foto: Divulgação/CIESP

A Revolução Constitucionalista de 1932, corajoso movimento de São Paulo contra o governo ditatorial de Getúlio Vargas e em favor do Estado de Direito, cujos 92 anos celebram-se em 9 de julho, contou com o apoio da indústria paulista. As fábricas alteraram suas linhas de produção para fornecer material às tropas. Nossas entidades de classe, à época unificadas, organizaram a…

Continue Reading

Opinião

IA não vai substituir nenhum emprego

Artigo por Elton Monteiro, empreendedor, mentor, investidor e especialista em IA.

Published

on

Elton Monteiro é empreendedor, mentor, investidor e especialista em IA
Foto: Arquivo Pessoal

Nos corredores das empresas e nas discussões sobre o futuro do trabalho, um temor recorrente é que a inteligência artificial (IA) irá substituir empregos humanos. No entanto, a realidade é mais complexa e menos apocalíptica. A IA, em si, não possui a capacidade de substituir ninguém. Em vez disso, a verdadeira transformação ocorre quando seres humanos visionários aproveitam as oportunidades…

Continue Reading

Opinião

Os 30 anos da moeda que mudou a História do Brasil

Artigo escrito por Rafael Cervone, presidente do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP).

Published

on

Cédula de um real e moedas do Brasil
Foto: Canva

No dia 1º de julho comemoramos os 30 anos de um dos mais importantes episódios da História do Brasil: o lançamento do Real, expressão monetária do plano que extirpou a hiperinflação, instituído em 27 de fevereiro de 1994, com a publicação da Medida Provisória 434. Era o Governo Itamar Franco, tendo Fernando Henrique Cardoso como ministro da Fazenda, posteriormente eleito…

Continue Reading