Centro Histórico de Jundiaí se transforma em sala de aula para alunos em visita guiada
Conecte-se conosco

Jundiaí

Centro Histórico de Jundiaí se transforma em sala de aula para alunos em visita guiada

Participe de roteiros guiados que unem educação, preservação e a história viva de Jundiaí.

Publicado

em

Atualizado há

Interior da catedral nossa senhora do desterro em Jundiaí
Primeira parada da caminhada foi a Catedral, onde o grupo visitou diversos pontos, inclusive o altar e a cripta (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

Centro Histórico se transforma em sala de aula a céu aberto para alunos do CMEJA

Na tarde da última quarta-feira (17), o Centro Histórico de Jundiaí se tornou uma sala de aula a céu aberto para um grupo de alunos do Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (CMEJA). A turma participou da caminhada “Arquitetura Sacra: do Período Colonial ao início da República”, um dos roteiros a pé mediados por bens culturais da cidade, promovidos pela Unidade de Gestão de Cultura (UGC) com foco na Educação, preservação e proteção patrimoniais.

Desvendando os segredos da Catedral Nossa Senhora do Desterro e do Mosteiro de São Bento

Acompanhados por experientes guias do Departamento de Patrimônio Histórico (DPH) da UGC, os alunos embarcaram em uma viagem no tempo, percorrendo ruas e vielas do Centro Histórico e desvendando os segredos de dois dos mais importantes monumentos da cidade: a Catedral Nossa Senhora do Desterro e o Mosteiro de São Bento.

Uma aula de história viva: arquitetura, arte e fé se entrelaçam

Na Catedral, a turma teve a oportunidade de admirar a grandiosa fachada, as pinturas do italiano Arnaldo Mecozzi e os detalhes arquitetônicos que refletem as transformações sofridas por Jundiaí e pela Igreja Católica ao longo dos séculos. A visita guiada incluiu ainda locais normalmente inacessíveis ao público, como a Sacristia, o altar principal, a Cripta e o Memorial dedicado a Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, primeiro Bispo da Diocese de Jundiaí.

Do passado ao presente: a memória como ponte para o futuro

Seguindo para o Mosteiro de São Bento, os alunos foram recebidos pelo capelão Dom Dionísio Calheiros, que os guiou por entre os corredores históricos do local e apresentou o altar talhado em madeira, obra de arte que chegou a Jundiaí em 1911. A visita proporcionou aos participantes uma reflexão sobre a importância da preservação do patrimônio cultural e a necessidade de manter viva a memória do passado para construir um futuro melhor.

Interior do Mosteiro São Bento em Jundiaí
No Mosteiro, o grupo foi recebido pelo capelão Dom Dionísio (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

Uma experiência enriquecedora para alunos e educadores

Para a estudante Rosane Francisco, que cursa o 1º ano do Ensino Médio, a caminhada foi uma oportunidade única de conhecer a fundo a história da cidade e apreciar a beleza dos monumentos. “Sempre passo por aqui, mas nunca tinha tido a chance de visitar a Catedral e o Mosteiro. Achei tudo muito bonito e rico em detalhes. Visitas como esta são essenciais para que as pessoas conheçam e valorizem o nosso patrimônio”, ressaltou.

Mais roteiros para explorar a história e a cultura de Jundiaí

A programação de caminhadas mediadas pela Cultura de Jundiaí oferece diversas opções para quem deseja desvendar os encantos da cidade. Além da “Arquitetura Sacra”, os interessados podem participar dos roteiros “Centro Histórico – Patrimônios Culturais da Colina”, “Vila Arens e a Industrialização”, “Espaço Expressa – Arqueologia das antigas Oficinas da Companhia Paulista de Estradas de Ferro” e “Rota Afro – Circuito da Memória da População Negra em Jundiaí”. As inscrições podem ser feitas no site da Cultura.

Vitrais chamaram a atenção da Rosane em sua primeira visita às duas igrejas (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

Uma iniciativa que promove a educação patrimonial e a valorização da história local

As caminhadas mediadas por patrimônios de Jundiaí são uma iniciativa valiosa que contribui para a educação patrimonial da população, promovendo o conhecimento, a valorização e a preservação da história e da cultura local. Através da experiência vivenciada em cada roteiro, os participantes são convidados a refletir sobre a importância de manter viva a memória do passado e construir um futuro mais consciente e engajado na preservação do nosso patrimônio. As inscrições para participação de interessados seguem abertas no site da Cultura.

Jundiaí

Roque, assistente de palco de Silvio Santos, é internado em hospital de Jundiaí

Ícone do SBT passa por raio-x e aguarda ressonância para confirmar diagnóstico e tratamento.

Publicado

em

O assistente de palco foi levado ao Hospital Santa Elisa, onde passou por exames e aguardará ressonância magnética para confirmar o diagnóstico. (Foto: Reprodução/Instagram)

Roque, o icônico assistente de palco de Silvio Santos no SBT, de 87 anos, foi internado no último sábado, 19 de maio. O incidente ocorreu após Roque passar mal durante um almoço em família, sendo prontamente levado ao Hospital Santa Elisa, em Jundiaí. Exames de raio-X realizados no hospital revelaram um "pequeno sangramento no crânio frontal". Para aprofundar o diagnóstico…

Continuar lendo

Jundiaí

Jundiaí prioriza segurança e sustentabilidade com modernização da iluminação pública

A iniciativa contempla várias áreas, incluindo a Vila Hortolândia e a Colônia, com investimentos significativos em infraestrutura e segurança.

Publicado

em

Alameda Cesp iluminada após a instalação de 71 lâmpadas, em um investimento de R$ 547 mil (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

Modernidade, sustentabilidade e segurança para Jundiaí A Prefeitura de Jundiaí segue avançando na modernização da iluminação pública da cidade, com a instalação de lâmpadas de LED em diversos bairros. A iniciativa, que visa garantir mais segurança, sustentabilidade e qualidade de vida para a população, já beneficiou mais de 4,4 mil pontos desde 2020. Alameda Cesp recebe investimento em iluminação Um…

Continuar lendo

Jundiaí

Prefeito Luiz Fernando Machado nomeia nova diretoria da FMJ

A cerimônia de posse ocorrerá no Anfiteatro Pedro Favaro, com planos ambiciosos para expandir ensino, pesquisa e assistência na FMJ

Publicado

em

Evaldo Marchi e Ana Carolina Marchesini celebram nomeação para dirigir a FMJ, focando em inovação e excelência acadêmica até 2028 (Foto: FMJ)

O Prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, nomeou, através da portaria 78/2024, os professores Evaldo Marchi e Ana Carolina Marchesini de Camargo como diretor e vice-diretora da Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ) para o período de 2024 a 2028. A cerimônia de posse será realizada no dia 25 de maio, sábado, às 10h, no Anfiteatro Pedro Favaro da FMJ.…

Continuar lendo

Jundiaí

9ª Brasil Log chega a Jundiaí com encontros estratégicos, inovações e tendências

Descubra as últimas inovações em logística, participe de palestras exclusivas e faça networking com líderes do setor na Brasil LOG 2024

Publicado

em

A imagem mostra uma exposição ou feira de tecnologia industrial, onde pessoas estão observando e discutindo equipamentos de automação, como transportadores de rolos usados para movimentação de caixas. No centro, há uma máquina amarela com esteiras rolantes que transportam caixas de papelão. À direita, um grupo de pessoas, algumas de terno, conversa próximo aos estandes.
Visitantes exploram as soluções inovadoras e oportunidades de negócios apresentadas na feira (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

A 9ª Feira Internacional de Logística, a Brasil Log, abre suas portas na próxima semana, de 22 a 24 de maio, no Parque Comendador Antonio Carbonari (Parque da Uva), em Jundiaí. Com a expectativa de reunir mais de 80 expositores e gerar R$ 15 milhões em negócios, a feira se consolida como um importante espaço para o networking, geração de…

Continuar lendo

Jundiaí

Dia da Coxinha: Jundiaí celebra seu patrimônio imaterial com sabor e tradição

Jundiaí celebra o Dia da Coxinha, destacando a coxinha de queijo como um ícone local e patrimônio imaterial há mais de 40 anos.

Publicado

em

A imagem mostra uma mesa coberta com uma toalha de mesa xadrez azul e branca, sobre a qual estão dispostas várias coxinhas de queijo apresentadas em pratos decorativos. As coxinhas têm formato cônico e algumas estão acompanhadas de guarnições como folhas verdes e molhos. Ao fundo, há outras mesas com toalhas de cor clara e pessoas desfocadas, sugerindo um ambiente de restaurante ou evento gastronômico.
Coxinha de queijo de Jundiaí é um símbolo cultural que une tradição e sabor, atraindo visitantes de todo o Brasil. (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

Neste sábado, dia 18 de maio, celebramos o Dia da Coxinha, o salgado mais amado do Brasil. E em Jundiaí, essa data tem um significado ainda mais especial: a coxinha de queijo é considerada patrimônio imaterial da cidade, um símbolo da gastronomia local que atrai fãs de todo o país. Mais que um salgado, uma tradição Presentes nos cardápios de…

Continuar lendo
Publicidade