Olhos da Serra: 2ª fase fortalece projetos e aumenta área mapeada da Serra do Japi
Conecte-se conosco

Meio Ambiente

Olhos da Serra: 2ª fase fortalece projetos e aumenta área mapeada da Serra do Japi

Publicado

em

Atualizado há

Vânia Plaza Nunes, superintendente da Fundação Serra do Japi, reforça a importância do projeto (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

A 2ª fase do “Olhos da Serra”, que tem como objetivo a conservação de mais de 2 mil hectares da Serra do Japi, foi concluída nesta quinta-feira (21) com projetos de educação ambiental e monitoramento fortalecidos. O trabalho é realizado com ações de mapeamento de satélite, monitoramento por câmeras e placas de sensibilização e conscientização espalhadas por pontos estratégicos da Serra do Japi, bem como atividades de educomunicação com a comunidade. O encontro foi realizado na sede da Fundação Serra do Japi, no bairro Santa Clara.

A condução do projeto está sendo feita pelo Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Consórcio PCJ), com o patrocínio da Coca-Cola Foundation e da Global Environment & Technology Foundation (GETF). Também apoiam a iniciativa a Prefeitura Municipal de Jundiaí, a Coca-Cola FEMSA Brasil, a Coca-Cola Brasil, a Fundação Serra do Japi, a Guarda Municipal, a CIJUN, a Defesa Civil e a DAE Jundiaí. A Rede Jundiaí de Cooperação – ligada à Unidade de Gestão de Governo e Finanças (UGGF) -. Todas as etapas do processo, desde o primeiro ano, foram acompanhadas por um comitê de gestão de processos, que se reúne mensalmente para discutir o que foi feito e os encaminhamentos.

“A urgência das transformações que precisamos fazer só é possível quando se tem o compromisso de todas as esferas da sociedade: empresas, poder público, sociedade civil e população. O Olhos da Serra tem essa soma de esforços, tem o poder do coletivo, e isso nos faz acreditar que é possível, sim, acelerar as mudanças necessárias a partir de iniciativas como esse projeto, do qual participamos com muito orgulho”, destacou Tamires Silvestre, head de ESG e Comunicação Externa da Coca-Cola FEMSA Brasil, empresa que patrocina o Olhos da Serra em conjunto com a Coca-Cola Brasil.

A área mapeada da Serra do Japi subiu de 20km² para 141km². Além do monitoramento, houve avanços com a doação de equipamentos de combate a incêndio florestais e formação de brigadistas realizada pelo ICMBio, ações ambientais com estudantes e a sociedade civil, realização de pedágios ambientais com distribuição de mudas nativas e preservação, trabalho de saneamento rural e de recursos híbridos e o plantio e manutenção de, pelo menos, duas mil mudas nativas na Serra.

“A Serra do Japi é um símbolo muito importante para Jundiaí e para todo o Estado de São Paulo. Esse trabalho de preservação e educação ambiental tem potencial para fazer grande diferença no futuro, como já está fazendo e vemos isso pelos números. Conseguimos preservar, pelo menos, 10 mil hectares de floresta nativa. Não podemos esquecer também da participação de órgãos como a Defesa Civil e Departamentos de Meio Ambiente de outros municípios do entorno da Serra e que foi fundamental para a preservação”, disse a superintendente da Fundação Serra do Japi, Vânia Plaza Nunes.

Ainda segundo a superintendente da Fundação, a expectativa é que o projeto tenha uma nova fase nos próximos meses: “Nós temos essa expectativa não só pelos equipamentos que recebemos, por exemplo, mas por todo esse trabalho de preservação e monitoramento, além do envolvimento da sociedade civil e de toda a comunidade no processo. Isso mostra que estamos no caminho certo”. O gestor de Planejamento Urbano e Meio Ambiente, Sinésio Scarabello Filho, também esteve presente no evento e destacou a importância do Olhos da Serra.

Meio Ambiente

Parceria entre Coca-Cola e Tera Ambiental transforma resíduos industriais em fertilizantes em Jundiaí

O Dia Mundial da Reciclagem, celebrado em 17 de maio, destaca o crescente foco das empresas no desenvolvimento sustentável

Publicado

em

Foto: Divulgação

O Dia Mundial da Reciclagem, celebrado em 17 de maio, destaca o crescente foco das empresas na economia circular e o desenvolvimento sustentável. Uma parceria importante nesse sentido é a da Coca-Cola FEMSA Brasil e da Tera Ambiental, que convertem os resíduos gerados da produção de bebidas em fertilizantes orgânicos compostos. Esse tipo de compromisso com a sustentabilidade reflete uma…

Continuar lendo

Meio Ambiente

‘Reuso da água’ é tema de seminário técnico para o setor industrial da região de Jundiaí

O objetivo do seminário técnico é apresentar soluções e tecnologias para produção de água de reuso por meio do tratamento dos efluentes. Saiba mais.

Publicado

em

Por

O evento acontecerá no dia 23 de maio, às vésperas do Dia da Indústria (25) (Foto: Freepik / imagem gerada por IA)

No dia 13 de junho, o Grupo Opersan realizará o seminário técnico Conexão Opersan, voltado para o setor industrial da região de Jundiaí e Campinas. O objetivo é apresentar soluções e tecnologias para produção de água de reuso através do tratamento dos efluentes. O seminário é direcionado a profissionais e gestores das indústrias de artefatos de borracha, agroindústria, automotiva, química,…

Continuar lendo

Meio Ambiente

Nova onda de calor deve atingir o Brasil na próxima semana, com previsão de ‘dias escaldantes’

Esta é a terceira onda de calor no país em 2024; confira qual a previsão para Jundiaí

Publicado

em

Por

Foto: Canva

Após a breve passagem de uma frente fria pelas regiões Sul e Sudeste, uma nova onda de calor deve atingir o Brasil nos próximos dias, a terceira deste ano. A perspectiva é de que as temperaturas fiquem até 5ºC acima da média em algumas regiões do país, entre os dias 11 e 15 de março. Segundo informa o Climatempo, o…

Continuar lendo

Meio Ambiente

Falta de conhecimento ou descaso? Descarte incorreto de lixo causa problemas de saneamento

Publicado

em

Por

Por: Bruna Bozano. O descarte de óleo e de resíduos de alimentos no ralo da pia da cozinha ainda é comum no Brasil, embora grande parte da população já esteja ciente de que esta não é a melhor forma de realizá-lo. Como se desfazer do óleo utilizado ainda não é tão simples e depende que alguém vá retirá-lo na casa…

Continuar lendo

Meio Ambiente

Governo de SP apresenta maior usina solar flutuante do país na represa Billings

Tecnologia contribui para desenvolvimento de matriz elétrica mais limpa e renovável; até 2025, investimento vai atingir R$ 480 milhões

Publicado

em

Por

Governo de SP apresenta maior usina solar flutuante do país na represa Billings. Foto: Governo de SP

O Governo de São Paulo avançou no setor de energia limpa e renovável com a inauguração, nesta quarta-feira (17), da primeira etapa da Usina Fotovoltaica Flutuante (UFF Araucária), localizada na represa Billings, na capital. Com 10,5 mil placas solares sobre a superfície da água e um investimento inicial de R$ 30 milhões, a usina é agora a maior do Brasil…

Continuar lendo
Publicidade