Prática de ioga pode estimular a memória de idosos
Conecte-se conosco

Saúde

Prática de ioga pode estimular a memória de idosos

Um estudo dos Estados Unidos mostra que a meditação com a combinação de posturas, respiração e mantras reduz o estresse e promove o estímulo cerebral

Publicado

em

Atualizado há

Foto: Freepik

Por Gabriela Cupani, da Agência Einstein 

A prática de uma modalidade de ioga chamada kundalini – que combina posturas, exercícios de respiração, mantras e meditação – pode trazer benefícios para a memória de idosos, mostra um novo estudo publicado na Nature, feito por cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. 

Para chegar a essa conclusão, os autores compararam os efeitos desse estilo de ioga com técnicas de treinamento de memória em 79 mulheres na pós-menopausa. Todas eram portadoras de condições cardiovasculares, como infarto, diabetes, hipertensão (conhecidos fatores de risco para a demência), e haviam reportado problemas de memória e declínio cognitivo.  

As voluntárias foram divididas em dois grupos, sendo que 40 foram encaminhadas para a chamada kundalini ioga. Elas tiveram uma aula semanal com um instrutor e orientações gravadas para praticar todos os dias sozinhas. As demais tiveram um treinamento de estímulo da memória que consistia em tarefas diárias com técnicas de associação verbal, estratégias organizacionais, como categorizar itens de uma lista, e dicas de associação visual para lembrar faces e nomes, entre outras.  

Antes de começar o programa, as pacientes foram submetidas a testes de cognição e memória. Depois, foram avaliadas ao final de 12 semanas e após seis meses. Os pesquisadores também colheram amostras de sangue para dosar as substâncias inflamatórias associadas ao declínio cognitivo. 

Todas apresentaram ganhos na memória e nenhuma teve declínio cognitivo. No entanto, o grupo que praticou a ioga também teve melhoras nas taxas de marcadores inflamatórios e, após seis meses, reportou menos queixas nos lapsos de memória do que as demais mulheres.  

Para Maria Ester Azevedo Massola, coordenadora da Equipe de Medicina Integrativa do Hospital Israelita Albert Einstein, a prática de ioga exerce efeitos positivos na memória por diversos mecanismos neurobiológicos e fisiológicos. “Um dos motivos é a redução do estresse. Ao promover o relaxamento, a prática reduz a produção de substâncias inflamatórias desencadeadas pelo estresse”, explica a especialista, que ressalta que a inflamação crônica está associada a condições neurodegenerativas, como o Alzheimer.  

A prática também promove o estímulo cognitivo, já que as posturas testam a coordenação, o equilíbrio e a concentração. “Esses desafios podem estimular o cérebro e promover a plasticidade cerebral, contribuindo para a melhoria da memória e outras funções cognitivas”, diz Massola. A especialista lembra que esses benefícios também podem ser obtidos com outros tipos de ioga, como o hatha ioga, que é a mais comum no Brasil. 

“Esses achados sugerem que a ioga pode ser uma intervenção valiosa, não invasiva e não medicamentosa, eficiente em termos de custo para promover a saúde cerebral e cognitiva em idosos. A prática regular pode oferecer benefícios físicos e mentais, ajudando a manter a função cognitiva e a qualidade de vida à medida que as pessoas envelhecem”, diz a especialista do Einstein.

Cuidados antes de começar 

Especialmente os mais velhos devem observar alguns cuidados e precauções para garantir uma prática segura. São elas: 

– Consulte um profissional de saúde antes de iniciar qualquer programa de exercícios, especialmente se tiver condições médicas preexistentes, lesões, limitações físicas ou se estiver tomando medicamentos; 

– Escolha o tipo de ioga adequado para você. Há diferentes estilos e alguns podem ser mais intensos do que outros. Para iniciantes e idosos, é recomendável começar com estilos mais suaves e acessíveis, como hatha ioga e ioga restaurativa; 

– Comunique-se com o instrutor: ao participar das aulas, certifique-se de informá-lo sobre quaisquer condições médicas, lesões ou preocupação que você tenha para que ele possa adaptar as posturas e os exercícios a suas necessidades e limitações; 

– Respeite seus limites, não force o corpo além do que é confortável. Preste atenção nas sensações de dor, desconforto e tensão e ajuste as posturas conforme o necessário. Lembre-se que o objetivo é promover o relaxamento e o bem-estar. Não é para sentir dor; 

– Use o equipamento adequado: certifique-se de usar roupas confortáveis, bem como o tapete antiderrapante, para garantir a estabilidade e a segurança ao executar as posturas. 

A prática não é indicada para todos 

Embora seja considerada segura para a maioria das pessoas, em alguns casos a prática de ioga não é recomendada. Por exemplo: 

  • Lesões agudas ou recentes 
  • Problemas cardíacos não controlados 
  • Pressão alta não controlada 
  • Glaucoma não controlado 
  • Labirintite 
  • Problemas graves nas articulações 

É essencial discutir quaisquer preocupações de saúde com um profissional de saúde antes de iniciar a prática de ioga e seguir as orientações do instrutor durante a aula, para evitar lesões e complicações. 

Fonte: Agência Einstein

Saúde

Internações provocadas por trombose venosa  profunda aumentam no país 

Envelhecimento da população, sedentarismo, uso de hormônios e pandemia de Covid-19 são alguns fatores que explicam a elevação dos casos da doença

Publicado

em

Por

Pessoa sentada na beira de uma cama, segurando a perna direita com ambas as mãos. A pessoa parece estar vestindo uma camiseta branca e shorts verde claro. A posição das mãos sugere que a pessoa pode estar sentindo dor ou desconforto na perna.
Foto: Canva

Por Thais Szegö, Agência Einstein  Um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), com dados do Ministério da Saúde obtidos de janeiro de 2012 a agosto de 2023, revela dados preocupantes: mais de 489 mil brasileiros foram hospitalizados por causa da doença no período. No último ano do levantamento, a média diária de internações superou a…

Continuar lendo

Saúde

TDAH: especialista alerta sobre a importância do diagnóstico clínico

A distração, comum em situações de estresse e sobrecarga de atividades, não deve ser confundida com o transtorno neurobiológico

Publicado

em

O neurocirurgião Dr. Denis Isao Ueoka, do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo. Foto: Hospital São Vicente

Em um cenário onde as redes sociais se tornaram uma fonte predominante de informação, é crucial questionar a qualidade e a veracidade dos conteúdos consumidos. As plataformas digitais oferecem uma vasta gama de informações, desde entretenimento e notícias relevantes até a disseminação de fake news. Recentemente, a Neurodiversidade, conceito que abrange diferentes modos de funcionamento da mente humana, incluindo o…

Continuar lendo

Saúde

Saúde mental dos brasileiros pós-pandemia é uma das piores do mundo

Um relatório internacional mostra que mais de um terço dos brasileiros está “angustiado”; os jovens com menos de 35 anos são os mais afetados

Publicado

em

Por

Estudo foi elaborado a partir de enquetes com 420 mil pessoas, em 71 países e em 13 idiomas. Foto: Canva

Por Gabriela Cupani, da Agência Einstein  O mundo ainda não se recuperou do impacto da pandemia de Covid-19 na saúde emocional e o Brasil é um dos países mais afetados, de acordo com um relatório do Global Mind Project, que divulga dados anuais sobre o bem-estar no planeta. O projeto busca mapear a situação, entender as tendências e propor medidas…

Continuar lendo

Saúde Pública

Jundiaí reforça atendimento para suspeita de dengue em duas UBSs neste sábado

Equipe médica preparada para atender casos de dengue nas UBSs Jardim do Lago e Tamoio neste fim de semana.

Publicado

em

Nova UBS Jardim do Lago
(Foto: Prefeitura de Jundiaí)

Atendimento exclusivo no dia 18 de maio para pacientes com sintomas leves e moderados. A Prefeitura de Hortolândia informa que a Nova UBS Jardim do Lago (Rua Leonita Faber Ladeira, 1358) e a UBS Tamoio (Rua Orestes Barbosa, s/n) estarão abertas no próximo sábado, dia 18 de maio, das 8h às 17h (com portões fechando às 16h), para atendimento exclusivo…

Continuar lendo

Bem-estar

Lip Gloss: especialista explica como procedimento transforma seus lábios

Rafaela Gonçalves, especialista em micropigmentação, conta que técnica vai além da estética

Publicado

em

Por

Foto: Arquivo Pessoal

Nos últimos anos, a busca por procedimentos estéticos que realcem a beleza natural tem ganhado cada vez mais espaço. Entre essas tendências está o Lip Gloss, uma técnica promissora que promove a hidratação e revitalização dos lábios. O procedimento Rafaela Gonçalves, especialista em micropigmentação de sobrancelhas e lábios, explica que a técnica do Lip Gloss envolve a aplicação de um…

Continuar lendo
Publicidade